Série de reportagens do Diário do Litoral recebe Prêmio Irmã Dolores

Reportagens da série 'Além da Fé' foram produzidas pelos jornalistas Bruno Gutierrez, Daniela Origuela e Luana Fernandes

Comentar
Compartilhar
10 JUN 2016Por Da Reportagem21h20
A série Além da Fé foi produzida pelos jornalistas Bruno Gutierrez, Daniela Origuela (esq) e Luana Fernandes (dir)A série Além da Fé foi produzida pelos jornalistas Bruno Gutierrez, Daniela Origuela (esq) e Luana Fernandes (dir)Foto: Rodrigo Montaldi/DL

A série de reportagens Além da Fé publicada pelo Diário do Litoral entre os dias 18 de julho e 22 de agosto do ano passado recebeu o Prêmio Irmã Dolores, hoje (10), em cerimônia realizada no Salão Nobre da Prefeitura de Santos. A iniciativa contempla responsáveis pelo desenvolvimento e divulgação de boas ações da cidadania, e integra o Programa Heróis da Comunidade desenvolvido pela Administração Municipal em parceria com a Diocese de Santos.

A série Além da Fé foi produzida pelos jornalistas Bruno Gutierrez, Daniela Origuela e Luana Fernandes. Os repórteres abordaram o trabalho desenvolvido pelas religiões nas comunidades.

A primeira reportagem divulgou o projeto “Mãos que ajudam” desenvolvido pela Igreja Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. A segunda abordou o trabalho realizado por espíritas com moradores da região do Mercado Municipal de Santos.

O Sopão do Bem desenvolvido pela Comunidade Batista da Paz, no antigo lixão do Sambaiatuba, em São Vicente, foi retratado na quarta reportagem. A quarta divulgou as ações da Pastoral Carcerária, que é ligada à Igreja Católica. A quinta reportagem abordou o trabalho dos judeus, que atuam com voluntariado em grandes tragédias.

A última reportagem da série abordou o trabalho desenvolvido pelos mulçumanos, que utilizam parte de seu bens materiais para ajudar pessoas menos favorecidas.

Premiados

Além dos jornalistas do Diário do Litoral, também foram premiados a jornalista Débora Pedroso, de A Tribuna, Fabiana Faria, da TV Tribuna, com a matéria “Eles recuperam brinquedos e sorrisos”; na categoria mídia audiovisual, o repórter cinematográfico Robynson Senhorães, repórter Fabiana Faria, produtora Gisele Oliveira e editores Armando Góes e Júlio Fagundes (todos da TV Tribuna), com a reportagem “Surf Inclusivo”.

Na categoria universitário mídia impressa, Luna Oliva, da Universidade Santa Cecília (Unisanta) venceu com a matéria “Na vida o mais importante é agradecer”; na categoria universitário audiovisual, Jéssica Bittencourt, João Pedro Diwan e Fernanda Napoli, também da Unisanta, foram premiados com o documentário “Mãe da Rua”.

Na categoria herói, a vencedora foi Iracema Maria Carneiro de Aguiar Menezes (Cruzada Senhoras Católicas Rotary Clube de Santos Vila Belmiro), o mestre Márcio Rodrigues dos Santos, com Projeto Capoeira para Todos (Unisanta), e a médica Lilian da Cunha Glória, com o projeto Menina Mãe, que receberam Menção Honrosa.