Secretário dos Portos propõe saídas para dívida do Portus a Rosana Valle

Sindicalistas têm agora até o mês de março para avaliar as propostas e fechar o acordo para sanear as dividas

Comentar
Compartilhar
12 DEZ 2019Por Da Reportagem21h47
Para a deputada, a reunião sinalizou uma possibilidade de acordo entre as patrocinadoras e os assistidosFoto: DIVULGAÇÃO

O secretário Nacional dos Portos e Transportes Aquaviários, Diogo Piloni e Silva, apresentou à deputada federal Rosana Valle (PSB/SP) e sindicalistas, reunidos nesta quinta-feira (12), em audiência agendada pela parlamentar, em Brasília, propostas para sanear o déficit do Portus (o fundo de previdência complementar dos empregados das companhias Docas), hoje estimado em R$ 3,4 bilhões.

Os sindicalistas têm agora até o mês de março para avaliar as propostas e fechar o acordo para sanear as dividas e recuperar o Portus. “São 10 mil famílias e seus dependentes que precisam do Portus para sobreviver. A situação é dramática e temos que recuperar este fundo”, disse Rosana Valle após a audiência.

Para a deputada, a reunião sinalizou uma possibilidade de acordo entre as patrocinadoras e os assistidos. “O governo deixou claro o esforço que vem fazendo para equacionar a dívida e estabeleceu alguns critérios e mudanças. É lógico que ninguém fica totalmente feliz, mas é o que precisa ser feito. Eu acredito que foi um grande avanço e que essa situação está caminhando para uma solução em breve. Vou continuar acompanhando, pois entendo a necessidade dos assistidos. Não dá para viver mais nesta agonia, que já dura mais de oito anos, desde que a intervenção federal teve início em agosto de 2011”.

Participaram da reunião os seguintes sindicatos: PNP, SINTAC/SC, SINDIPORTO, SUPORT-BA, SINDIPORTO/PA, SUPORT/ES, SINDAPORT, ASSOCIAÇÃO DE PARTICIPANTES DO PORTUS, SINDPOPE/PE, SINDAPORT, SINDIGUAPOR/PA, A.P.P SANTOS, APPORTUS/RJ E SINPORN, FNP e SINDPORT/AL.