X
Santos

Santos vacinou mais de 600 pessoas contra a febre amarela neste sábado

'Se a ampla maioria da população estiver imunizada, a febre amarela se manifestará com pouca intensidade', destaca o secretário municipal de Saúde, Fábio Ferraz.

A imunização segue de segunda a sexta, das 9h às 16h, em 22 policlínicas da Cidade enquanto durarem os estoques das unidades. / Assessoria de Imprensa/Divulgação

A vacinação contra a febre amarela promovida pela Prefeitura de Santos, neste sábado (17), imunizou 661 munícipes nos postos montados na Policlínica do Monte Serrat (267 doses), subida do Morro Santa Terezinha (200) e na Sociedade de Melhoramentos do Piratininga (194). A imunização segue de segunda a sexta, das 9h às 16h, em 22 policlínicas da Cidade enquanto durarem os estoques das unidades.

O Monte Serrat e o Morro Santa Terezinha foram contemplados com a vacinação, de forma preventiva, por causa dos macacos encontrados mortos nesta semana. As amostras dos animais foram encaminhadas para análise do Instituto Adolfo Lutz – laboratório referência do governo estadual – para confirmar ou descartar a infecção por febre amarela. Já o posto no Piratininga (Zona Noroeste), teve como objetivo ampliar a cobertura vacinal naquela região.

"Aqueles que ainda não foram vacinados devem procurar os postos de saúde, pois temos doses suficientes para vacinar a todos. A febre amarela em algum momento chegará à nossa Cidade, mas a intensidade da doença depende de nós. Se a ampla maioria da população estiver imunizada, a febre amarela se manifestará com pouca intensidade", destaca o secretário municipal de Saúde, Fábio Ferraz.

Desde 25 de janeiro, quando teve início a campanha preventiva em parceria com o Ministério da Saúde e a Secretaria de Estado da Saúde, encerrada nesta sexta-feira (16), já foram vacinadas 132.434 pessoas em Santos. Contabilizando desde 1º de janeiro, foram mais de 140 mil pessoas vacinadas no Município em 2018.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Esportes

De Guarujá para a Copa do Brasil: conheça o técnico Jorge Castilho

Nascido e criado no Santa Rosa, em Guarujá, e hoje comandando o Maringá, da 1ª divisão do Campeonato Paranaense, treinador é reconhecido por suas ideias modernas

ELEIÇÕES 2022

Janones critica 'arrogância' de discurso da esquerda no Twitter

'Arrogância de setores da elite intelectual não lhes permite compreender que João Gomes forma mais opinião que Chico e Caetano', escreveu

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software