X

Santos

Santos investe em drones de alta performance para o combate a dengue

Mais de 5 mil casos da doença já foram registrados na Baixada Santista neste ano

Da Reportagem

Publicado em 27/03/2024 às 13:41

Atualizado em 27/03/2024 às 14:22

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Santos tem aprimorado o monitoramento em áreas de difícil acesso para os agentes de combate a endemias / Divulgação/PMS

Santos tem aprimorado o monitoramento em áreas de difícil acesso para os agentes de combate a endemias, onde o controle do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, Zika vírus e chikungunya, é desafiador. O município agora incluiu o uso de drones de alto desempenho, transmitindo imagens em tempo real para o Centro de Controle Operacional (CCO) da Prefeitura de Santos. Mais de 5 mil casos de dengue já foram registrados na Baixada Santista.

Siga as notícias do Diário do Litoral no Google Notícias

O propósito é obter visualizações precisas de locais de difícil acesso ou onde a entrada dos agentes foi negada (como calhas altas, terrenos e imóveis desocupados). As imagens oferecem detalhes próximos e precisos. Recentemente, foi conduzido um teste em um terreno em Campo Grande, revelando uma alta densidade de mosquitos, poças de água e materiais descartados.

O proprietário foi devidamente orientado para realizar as modificações necessárias a fim de evitar condições favoráveis à proliferação do Aedes aegypti.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Os drones em uso foram adquiridos pela Secretaria de Governo no mês passado e disponibilizados para a Saúde para fortalecer as atividades de monitoramento. Além de transmitir imagens ao vivo em 4k para o CCO, esses equipamentos têm capacidade de armazenamento de 64 GB e 45 minutos de autonomia de bateria.

Primeira morte por dengue é confirmada na Baixada

Como parte dos esforços contínuos, a Secretaria de Saúde completou um estudo técnico para aquisição de um novo drone, comum em regiões agrícolas. Este drone possui dois compartimentos: um será usado para aplicação de larvicida (para controle de locais com larvas de mosquito) e outro para pulverização aérea de inseticida (para eliminar mosquitos adultos). O processo licitatório para a aquisição do equipamento será iniciado em breve.

NA CONTRAMÃO

Diferentemente de outros municípios do Estado de São Paulo, Santos optou por não decretar estado de emergência para a dengue. Com 712 casos de dengue e 26 casos de chikungunya, a cidade não atingiu o mínimo necessário: 300 casos a cada 100 mil habitantes ou 1.260 confirmações da doença em 2024.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Polícia

Suspeitos de lavagem de dinheiro para o PCC são presos em Praia Grande

Segundo investigações, o trio comandava um esquema de fraudes para lavar dinheiro do tráfico de drogas, utilizando imóveis e contas em bancos digitais

Esportes

O futebol continua! Veja os campeonatos que não terão paralisação

Times gaúchos estão envolvidos nos principais torneio do futebol brasil

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter