NESTE FIM DE SEMANA

Santos: Festival Sul-Americano de Longboard Feminino reúne mais de 150 atletas

Festival em Santos atraiu mulheres de várias cidades do Brasil e também do exterior

Bruno Hoffmann

Publicado em 10/03/2024 às 15:30

Comentar:

Compartilhe:

Cerimônia do 3º Festival Sul-Americano de Longboard Feminino, em Santos / Raimundo Rosa/PMS

Siga as notícias do Diário do Litoral no Google Notícias

O 3º Festival Sul-Americano de Longboard Feminino reuniu neste fim de semana, no Novo Quebra-Mar, em Santos, mais de 150 mulheres surfistas de várias idades e níveis de habilidades, vindas de cidades do Brasil e do exterior. 

“O Brasil todo foi representado através dessas mulheres e tivemos participantes da Europa, vindas da França", contou Isabela Panza, responsável pela organização do evento. Além das santistas, as brasileiras vieram de Balneário Piçarra (SC), Guarujá, Mogi das Cruzes, Praia Grande, Peruíbe, São Paulo, São José dos Campos, São Sebastião, São Vicente, Jundiaí, Paracuru (CE) e Maricá (RJ).

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

O evento contou com uma bateria competitiva para 12 surfistas profissionais convidadas de alto nível. A primeira colocada foi Luana Soares. “Eu estou muito emocionada. Agradeço por poder participar deste festival incrível, que é o encontro de várias mulheres, vindas de várias partes do mundo. É o festival que me deu a minha primeira vitória no longboard e estar aqui de volta e sair campeã novamente não tem preço”, comemorou. 

Em segundo lugar ficou Renata Porcaro, de Ubatuba. “Foi demais ver tantas atletas incríveis e as meninas quebrando tudo aqui em Santos, estou sem palavras", afirmou.

Festival Sul-Americano de Longboard Feminino é aberto em Santos

Para Ayllar Cinti, terceira colocada, esse é o principal festival de longboard exclusivamente feminino do mundo. “Acho que tem muita gente que não sabe a proporção que isso aqui tem. Esse é o evento de longboard que mais tem mulheres no mundo e a cada ano cresce ainda mais", diz a surfista, que participa do evento desde sua primeira edição.

Importância

Isabela Panza ressaltou que o Festival de longboard feminino é muito mais do que um encontro de surfistas. "É uma verdadeira celebração da força, da graça e da determinação das mulheres no surfe. É uma oportunidade única de compartilhar experiências, competir em alto nível e construir uma comunidade unida em torno do amor pelo surfe”.

O prefeito Rogério Santos marcou presença no festival e também destacou o local da celebração, no Novo Quebra-Mar. "É hoje o lugar mais frequentado de Santos e é uma conquista do surfe, porque foi o primeiro a habitar esse lugar que antigamente era um emissário, mas que hoje , é o Quebra-Mar do skate, do surfe, do basquete, da patinação, dos jovens, dos idosos e das crianças".

"A Isa (Panza) faz parte desde o início da nossa luta para transformar o Quebra-Mar neste espaço incrível que temos hoje", completou.

De acordo com o secretário de Esportes Gelasio Fernandes, o evento é um dos principais do calendário esportivo da Cidade. “O festival não tem apenas nosso apoio, mas a nossa admiração e respeito. Muito orgulho por ver essa iniciativa pioneira, que se tornou o principal evento de longboard feminino do País , sendo realizada na nossa Cidade". 

O Festival Sul-Americano de Longboard Feminino tem o patrocínio da DP World e da Prefeitura de Santos, através da Secretaria de Esportes (Semes)por meio do Promifae (Programa Municipal de Incentivo Fiscal de Apoio ao Esporte). 

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

São Vicente

Rua de São Vicente será interditada neste domingo, devido a obras da Sabesp; saiba qual

Agentes de trânsito estarão no local orientando os motoristas

Cotidiano

Confira o resultado da Lotomania no concurso 2637, nesta sexta (21)

O prêmio é de R$ 9.800.000,00

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter