Santos: Bairro do Embaré seguirá recebendo mutirão da dengue durante esta quarta-feira

Em 2020, Santos contabilizou 86 casos de dengue e nove de chikungunya

Comentar
Compartilhar
30 JUN 2020Por Da Reportagem21h04
Não há registro de zika neste ano. O último caso de febre amarela urbana no Brasil ocorreu na década de 1940Foto: Divulgação / Prefeitura Municipal de Santos

A Prefeitura de Santos concluirá, nesta quarta-feira (1º), o mutirão contra o mosquito Aedes aegypti no bairro Embaré, cuja primeira parte ocorreu na semana passada. A partir das 9h, 65 agentes de combate a endemias percorrerão as quadras localizadas entre a Rua Frei Francisco Sampaio e a Avenida Afonso Pena, mais as vias Germano Melchert e Aureliano Coutinho.

O Embaré contabiliza oito casos de dengue em 2020, entre os 86 registrados na Cidade. Durante todo o dia, os agentes da Seção de Controle de Vetores, da Secretaria de Saúde, visitarão os imóveis para verificar pontos de acúmulo de água, que são potenciais criadouros para o mosquito, e identificar e eliminar focos com larvas.

Além da dengue, o Aedes aegypti transmite a chikungunya, a zika e a febre amarela urbana. Para a segurança de todos em momento de circulação do novo coronavírus, as vistorias são realizadas apenas nas áreas externas das casas e nas áreas comuns dos condomínios. Além disso, os profissionais usam máscara, luvas e álcool em gel 70%. Os agentes estão identificados com uniforme (colete verde) e crachá. Os pedestres receberão material informativo sobre as doenças transmitidas pelo inseto – tarefa a cargo da equipe de Informação, Educação e Comunicação (IEC).

Em 2020, Santos contabilizou 86 casos de dengue e nove de chikungunya. Não há registro de zika neste ano. O último caso de febre amarela urbana no Brasil ocorreu na década de 1940.