X
Santos

Santos 476 anos: Rogério Santos celebra vacinação em massa na Cidade

Festividades de hoje (26), segundo o prefeito, podem ser encaradas como uma vitória

'Trata-se de uma enorme responsabilidade cuidar dos santistas frente a um vírus imprevisível' / Nair Bueno/DL

Símbolo do litoral paulista, Santos chega a 476 anos em meio a uma crise sanitária que começa a dar sinais de que pode estar chegando ao fim e as festividades de hoje (26), segundo o prefeito Rogério Santos, podem ser encaradas como uma vitória de um município que sofreu com a pandemia, mas que conseguiu, da melhor maneira que era capaz, lidar com os problemas e que hoje pode celebrar uma das taxas de vacinação mais altas do Estado.

Diário do Litoral - Encerrado este primeiro ano de mandato, como o senhor define os primeiros 12 meses frente à administração?

Rogério Santos - Assumi a Prefeitura, em 2021, com o compromisso de dar continuidade ao trabalho que já vinha realizando na administração do ex-prefeito e amigo Paulo Alexandre Barbosa, da qual fiz parte. Trata-se de uma enorme responsabilidade cuidar dos santistas frente a um vírus imprevisível e pouco conhecido da ciência, mas estamos vencendo essa guerra. Uma guerra que o mundo todo não esperava. 

Me orgulho de dizer que ninguém ficou sem atenção médica em Santos e estamos vacinando em massa. Somos referência no País em atendimento ao público e em civismo da população, que sempre apoiou as medidas sanitárias e a campanha de imunização. Ao mesmo tempo em que combatíamos a pandemia e seus efeitos sociais, ajudando aqueles que mais necessitavam do apoio do Poder Público a contornar a crise econômica com capacitação profissional, transferência de renda, alimentação e incentivos ficais, mantivemos Santos crescendo. 

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Não foi fácil, mas desempenhei essa tarefa ao lado de toda a experiente equipe que compõe este governo. Com sensibilidade para ouvir as pessoas e a autoridade para tomar as medidas necessárias, embasadas não só nos anseios da sociedade, mas na opinião de especialistas, como foi o caso do lockdown, conseguimos executar ações importantes para o bem-estar da população e para o desenvolvimento. Investimos no Centro Histórico, trabalhamos em obras de infraestrutura nos morros e na Zona Noroeste, estamos revitalizando o Quebra-Mar, construindo unidades habitacionais e sempre zelando pela qualidade de vida de Santos. Temos muito a conquistar neste 2022 de retomada consciente.

Diário do Litoral - Como Santos vem equilibrando a ‘volta da velha rotina’ enquanto lida com gripe e Covid?

Rogério Santos - O santista aderiu em massa à vacinação, e isso é fundamental para o planejamento da retomada segura das atividades; para olhar adiante com otimismo, mas sempre com cuidado. Hoje somos uma das cidades brasileiras que mais imunizou, com quase 100% do público em idade vacinal com a segunda dose. Nosso esforço contra o vírus e suas variantes, sempre com o diálogo aberto e parceria com os governos estadual e federal, continua com a aplicação da terceira dose, que vem sendo buscada pela população, embora ainda haja um menor engajamento do público para esta etapa fundamental. 

Também demos início à imunização das crianças, que vem sendo um sucesso. Na pandemia, nos preparamos planejando e investindo em recursos. Ouvimos a ciência, abrimos leitos, contratamos pessoal, compramos insumos, testamos e vacinamos. Fomos rígidos quando necessário com fiscalização e o lockdown. Continuamos a agir desta forma, cientes de que o momento ainda requer cuidados e atenção, pois o vírus é imprevisível. 

Agora, com o avanço de uma nova onda da covid, voltamos a ser rígidos cancelando o espetáculo de fogos de artifício no Réveillon, shows de verão e a programação carnavalesca. O momento ainda é de atenção. Com o avanço das síndromes gripais, ampliamos os postos de testagem no Município e monitoramos diariamente, assim como fizemos durante toda a pandemia, os números da doença. Estamos prontos para tomar as ações necessárias a qualquer momento. Podemos ser mais rígidos e temos capacidade de ampliar o atendimento hospitalar.

Diário do Litoral - O município cancelou o carnaval de rua, e adiou os desfiles, já temos uma data estimada de quando serão realizados?

Rogério Santos - Estamos em contato com a LICESS, que sempre nos apoiou nas ações em prol da saúde, para avaliar quais as possibilidades, datas e formatos para a realização dos desfiles carnavalescos das escolas de samba. 

Pensamos, juntamente com as pessoas que fazem o Carnaval santista, em modelos e oportunidades para a realização desta festa que faz parte do DNA dos santistas. Sabemos da importância da cadeia produtiva do Carnaval. Sabemos dos empregos e renda que a produção dos desfiles gera nas comunidades. Por isso, decidimos trabalhar para a realização desta festa, mesmo que em nova data, entendendo sua importância cultural e social. 

Estamos acompanhando os números da covid focando nas ações de combate à pandemia não só no campo da saúde, mas também nas áreas do social e da economia. Vamos realizar a festa com muita alegria, mas, principalmente, com segurança. Esse é o diálogo e o entendimento que temos com as pessoas que fazem o nosso Carnaval. 

Diário do Litoral - O que o santista pode esperar de 2022?

Rogério Santos - Tudo depende do avanço dos números da pandemia. Tomaremos as medidas de acordo com os números da doença e com as indicações da ciência. Mesmo durante o auge da pandemia, direcionando esforços para o combate à covid-19, não deixamos de trabalhar em importantes obras e projetos para a Cidade. Planejamos, iniciamos e também demos continuidade a ações muito importantes para Santos nos campos da habitação, turismo, saúde, em infraestrutura urbana, drenagem, contenção de encostas nos morros e geração de emprego e renda. 

Neste primeiro ano de governo, eu destaco os esforços para a revitalização do Centro Histórico, com a instalação de prédios residenciais com apartamentos retrofit, recuperação do Mercado Municipal, obras da nova linha do VLT em andamento, calendário de eventos controlados e a céu aberto (como a Primavera e Natal Criativos), revitalização de imóveis como a Casa do Trem Bélico e Outeiro de Santa Catarina, a instalação da Delegacia Regional de Ensino e de campus da Unifesp no bairro, que juntos somam mais de 1300 pessoas circulando diariamente na região neste ano de 2022. 

Outros pontos importantes deste ano foram a assinatura do Termo de Responsabilidade de Implantação de Medidas Mitigadoras e/ou Compensatórias (Trimmc) com a Brasil Terminal Portuário (BTP) para o início da construção da primeira policlínica do Dique da Vila Gilda e ampliação do Centro da Juventude da Zona Noroeste, um investimento estimado de R$ 5 milhões. 

Além disso, investimos mais de R$ 60 milhões em obras de drenagem e contenção de encostas nos morros, tendo em vista os efeitos das mudanças climáticas em todo o planeta, que têm provocado o aumento do volume das chuvas e marés. Demos início às obras da primeira estação elevatória da Zona Noroeste, no final da Avenida Dr. Haroldo de Camargo, via que foi completamente reformada. Um investimento de R$ 37,5 milhões que começa a resolver o problema dos alagamentos naquela região. As licitações para a construção de outras duas estações elevatórias na Zona Noroeste também estão em curso. 

No fim do ano passado, o Governo do Estado de São Paulo anunciou investimentos de R$ 340 milhões para mais obras na Cidade. Os trabalhos, com previsão de entrega até novembro de 2024, abrangem a segunda fase do Sistema Binário da Nova Entrada de Santos, que prevê a remodelação de trecho da Via Anchieta (entre o 59 km e 65km), incluindo melhorias no sistema de drenagem com a construção de uma estação elevatória para captação das águas pluviais, e a restauração do pavimento da SP 148, sob administração do DER (Departamento de Estradas de Rodagem). Neste mês de janeiro, também assinamos financiamento de R$ 78 milhões com a Caixa Econômica Federal em obras de infraestrutura e saneamento em diversas regiões da Cidade, com foco principal na Zona Noroeste e região dos Morros.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cotidiano

+Milionária realiza primeiro sorteio neste sábado (28)

Modalidade é a única a contar com dez faixas de premiação

Esportes

Confronto das oitavas da Libertadores e Sul-Americana são definidos

Os confrontos das oitavas de final serão disputados na última semana de junho e na primeira semana de julho.

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software