X

SANTOS

Retrospectiva: Santos agiliza obras de drenagem e projeta remodelação em via na Zona Noroeste

O sistema funcionará escoando as águas de chuva pelas galerias e canais naturalmente, com comportas abertas, em marés baixas

Da Reportagem

Publicado em 30/12/2022 às 22:12

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Zona Noroeste / Foto: Arquivo/ Prefeitura de Santos

No início de 2023, os moradores da Zona Noroeste verão concluída as obras da estação elevatória, canal e comporta (EEC7), no final da Avenida Haroldo de Camargo. 

A entrega do sistema para conter alagamentos na região foi agilizada em 2022 graças a um aperfeiçoamento na metodologia construtiva.

 Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

O sistema funcionará escoando as águas de chuva pelas galerias e canais naturalmente, com comportas abertas, em marés baixas. Quando ocorrerem marés altas, as comportas serão automaticamente fechadas para evitar os alagamentos nas partes baixas dos bairros, e se chover forte, a estação elevatória bombeará as águas de chuva por cima das comportas para o Rio dos Bugres.

Após a conclusão das obras subterrâneas, a área passará por remodelação e reurbanização com novas calçadas, praça e pontos de ônibus, proporcionando maior mobilidade aos moradores. Com a intervenção, a ligação da Avenida Haroldo de Camargo com a Nossa Senhora de Fátima e a cidade de São Vicente será facilitada. A pavimentação do trecho está prevista para acontecer entre os meses de março e abril do próximo ano.

Também em 2023 está prevista a conclusão da drenagem no Saboó, que terá capacidade aumentada em cinco vezes, reduzindo consideravelmente os alagamentos na entrada da Cidade em dias de fortes chuvas e maré alta. As obras incluem de desassoreamento e canalização, restando implantar as comportas e sistema de acionamento. Esta é uma parte das intervenções que estão sendo feitas no bairro, complementares às obras já entregues da Nova Entrada da Santos.

ÁLVARO GUIMARÃES  

Uma das principais vias da Zona Noroeste, a Álvaro Guimarães será reurbanizada a partir de 2023. Com investimentos de R$ 8,8 milhões, a intervenção prevê pavimentação, com elevação do leito viário nos pontos mais baixos, reestruturação do sistema de drenagem, com a implantação de novas bocas de lobo, novos poços de visita, novos ramais de captação e troca de todos tubos da rede central, possibilitando um melhor escoamento das águas pluviais e atenuando os efeitos das fortes chuvas e alagamentos.

Também será executada uma nova ciclovia, que atravessará todo trecho de obra, com cerca de 900m de extensão, piso em concreto armado pigmentado, com sinalizações e dispositivos de segurança.

Todos os passeios serão refeitos, totalizando um perímetro de 6.259m², no padrão do programa Calçada para Todos. O projeto também inclui reconfiguração do paisagismo, com plantio de árvores e novo mobiliário.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Diário Mais

Saiba quantas calorias têm os seus lanches favoritos do McDonald´s

Informações foram retiradas do próprio site da rede de fast-food

Diário Mais

Mau presságio? Branqueamento de corais pode ser sinal da morte dos oceanos; entenda

Estruturas são a base do Oceano

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter