Santos

Residencial Casa do Sol forma grupo vocal com os moradores

Atividade iniciou após a Páscoa, no mês de abril e cada dia surgem novos integrantes

Da Reportagem

Publicado em 18/07/2022 às 13:00

Compartilhe:

Residencial Casa do Sol forma grupo vocal com os moradores / Foto: Divulgação

O Asilo de Inválidos de Santos, também conhecido como Casa do Sol, começou uma atividade nova com os moradores: o grupo vocal.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Dentre as diversas atividades já inseridas no cotidiano dos residentes, como o Cine do Sol, caminhada, grupo de pintura e oficina da memória, agora, os moradores têm, semanalmente, a oportunidade de soltarem a voz e se emocionarem com as músicas que marcaram seus dias de juventude.

Há, atualmente no Residencial, 60 idosos, sendo 28 trazidos pela Prefeitura Municipal de Santos. O grupo Vocal tem ganhado cada vez mais participantes, pois todos estão interessados em um momento novo de descontração e reflexão.

A atividade teve início após a Páscoa, em abril, quando a Casa montou um coral que se apresentou para as crianças do Educandário Anália Franco, e foi um momento de confraternização e troca de lembrancinhas. Após a atividade notou-se a felicidade e alegria dos moradores com esse momento de cantoria. Por esse motivo, a equipe da Casa decidiu implementar o grupo vocal como atividade fixa para os residentes.       

O grupo acontece sob a supervisão da psicóloga Renata Mariano Marques e tem como voluntária a Célia Oshiro Kawakawi, estudante de música, que possui experiência em coral de grupo religioso.

A psicóloga Renata espera que a atividade seja um momento terapêutico, por meio da música e que sirva tanto para estimular as lembranças, como já vem acontecendo com o trabalho de linguagem verbal, na forma do canto. "Eles melhoram a sociabilidade entre si".

Os participantes do grupo também fizeram uma apresentação na Festa Junina da Casa, onde cantaram músicas típicas da época, acompanhados pela voluntária Célia no acordeom.

Renata explica que os integrantes já participavam da atividade de escuta musical, no qual pode-se perceber que foi responsável por diminuir a agitação e melhorar a comunicação e humor dos idosos. "O grupo vocal apenas acentuou essa mudança e tem melhorado a criatividade e a expressão de ideias e sentimentos dos moradores".

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

São Vicente

Cidade do litoral de SP faz ações em alusão ao 'Julho Amarelo'; confira as atividades

A campanha tem por finalidade o reforço às ações de vigilância, prevenção e controle das hepatites virais

Esportes

São Paulo vence o Grêmio no Morumbis e fica na ponta do G4

Com o resultado, o Tricolor obteve 30 pontos e passou o Bahia no saldo de gols

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter