CAMPANHA DE 1 A 11

Prefeitos da Baixada Santista suspendem descida de vans e ônibus vindos de São Paulo

Medida tem como objetivo impedir que pessoas que possuam residências de veraneio no litoral 'escapem' de suas cidades durante a suspensão dos trabalhos realizada pelas empresas

Comentar
Compartilhar
17 MAR 2020Por Da Reportagem16h10
O chefe do Executivo finaliza dizendo que irão fiscalizar a limpeza dos ônibus, que deverá continuar sendo realizada de forma periódicFoto: Nair Bueno / Diário do Litoral

Parte do pacote de medidas concebido pelo novo Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus, a suspensão da autorização para que ônibus e vans turísticos deixem a capital São Paulo ou outros municípios com destino à Baixada Santista tem como objetivo impedir que pessoas que possuam residências de veraneio no litoral 'escapem' de suas cidades durante a suspensão dos trabalhos realizada pelas empresas. A explicação foi concedida pelo prefeito Paulo Alexandre Barbosa (PSDB) à Rádio Bandeirantes durante a tarde desta terça-feira (7).

"Nós precisamos proibir este tipo de conduta das pessoas que se aproveitam dessa parada nos trabalhos para descer a serra e vir à Baixada Santista onde possuem casas de veraneio. Fica mais difícil fazer o mesmo com carros particulares e táxis, mas estamos focados em pelo menos neste primeiro momento impedir veículos de grande concentração de pessoas", diz Paulo Alexandre.

Durante a entrevista, Barbosa confirmou ainda que a abertura das janelas dos ônibus de Santos se tratou apenas do primeiro passo dado pela administração municipal com o objetivo de impedir uma eventual propagação do coronavírus. Ele diz ainda que os veículos também deverão contar com álcool em gel nos próximos dias.

"É importante lembrar que a Baixada Santista ainda não possui casos confirmados de coronavírus, mas já estamos nos antecipando para prevenir. Precisamos sempre manter em mente que temos aqui a maior taxa de população idosa. Temos muito mais moradores com idade avançada do que em outras cidades do País", afirma o prefeito.

O chefe do Executivo finaliza dizendo que irão fiscalizar a limpeza dos ônibus, que deverá continuar sendo realizada de forma periódica ao final do dia e se solidariza com os passageiros que deverão passar mais calor sem o ar-condicionado ligado.

"É uma medida necessária".

Confira a seguir todas as medidas anunciadas pelos prefeitos da Baixada Santista para evitar a propagação do coronavírus:

1) Escolas fechadas – aulas das escolas municipais estão suspensas por tempo indeterminado a partir da próxima segunda-feira, 23 de março. Recomendação para as privadas.

2) Equipamentos e atividades públicas – todos os equipamentos e atividades esportivas, culturais e de lazer serão suspensas a partir de terça (17) por tempo indeterminado, com exceção dos serviços de Saúde, Segurança e Assistência Social (abrigos e restaurantes populares – Bom Prato).

3) Alteração do regime de trabalho das prefeituras – permitindo home office (trabalho em casa) de acordo com a deliberação das chefias imediatas, avaliando a idade, doenças preexistentes e de acordo com a natureza do serviço.

4) Eventos públicos – cancelados.

5) Eventos privados -  suspensão de autorização para eventos privados por tempo indeterminado, incluindo os já autorizados.

6) Locais de grande circulação – recomendação de restrição de circulação de público e atividades em locais como shopping, igreja, clube, centro comercial, cinema, teatro e similares. Força-tarefa para orientação de higiene e medidas preventivas.

7) Plano Regional de Contingência – definição de pauta de demandas de recursos, insumos e equipamentos necessários para o enfrentamento da doença e assistência aos pacientes. A proposta conjunta será elaborada pelos secretários municipais de Saúde e Departamento Regional de Saúde (DRS-4) e encaminhada nesta segunda (16) ao Governo do Estado e Governo Federal.

8) Comitê Metropolitano Permanente – colegiado com as nove prefeituras irá se reunir periodicamente para definir novas estratégias. A próxima reunião está marcada para quinta (19), às 9h30.

9) Comunicação – campanha conjunta de divulgação das ações e medidas preventivas, com início nesta segunda (16). Destaque para a importância da adesão da sociedade, principalmente idosos e pessoas com comorbidades (grupos de risco) e jovens (principais agentes de transmissão da doença). Grupo de secretários municipais do setor desenvolverá material informativo.

10) Visitas hospitalares – suspensas por tempo indeterminado. Será permitido apenas acompanhante que não tenha comorbidades.

11) Suspensão de autorização para vans e ônibus de turismo – medida válida para todas as cidades da Baixada Santista por tempo indeterminado.