PDR vai pagar R$ 7 milhões em bônus a sete mil servidores em Santos

Devido à pandemia de Covid-19 e às medidas de quarentena, com adoção do teletrabalho por parte dos profissionais do Município, em 2020 não foram considerados os indicadores referentes a redução de custos

Comentar
Compartilhar
17 FEV 2021Por Da Reportagem11h20
Dos 364 indicadores desta edição do PDR  houve redução em razão da pandemia , 255 tiveram as metas cumpridasDos 364 indicadores desta edição do PDR houve redução em razão da pandemia , 255 tiveram as metas cumpridasFoto: Rodrigo Montaldi/Arquivo DL

No próximo dia 25, será paga a premiação do programa de Participação Direta nos Resultados (PDR), com R$ 7 milhões distribuídos entre 7.047 servidores municipais, de 19 órgãos de administrações direta e indireta da Prefeitura. Os valores de cada benefício são de 25% ou 50% do salário base do funcionário.

Devido à pandemia de Covid-19 e às medidas de quarentena, com adoção do teletrabalho por parte dos profissionais do Município, em 2020 não foram considerados os indicadores referentes a redução de custos, como os de consumos de energia, combustível, água e insumos – em 2019, a economia foi de R$ 89,2 milhões. Já os indicadores de receita, atribuídos à Secretaria de Finanças (Sefin), alcançaram um incremento de R$ 63,4 milhões.

Em 2020, participaram 15 secretarias e oito órgãos da administração indireta, considerando autarquias, fundações e empresas. Desse total, 19 atingiram as metas para a bonificação, com oito alcançando nota acima de 9 (bonificação de 50%) e 11 obtendo nota entre 7 e 8,99 (bonificação de 25%).

Dos 364 indicadores desta edição do PDR – houve redução em razão da pandemia –, 255 tiveram as metas cumpridas. Outros 32 tiveram cumprimento parcial. "O maior ensinamento do PDR foi a capacidade de adaptação durante a pandemia. Mesmo com a limitação decorrente da quarentena, do trabalho home office e das restrições de atividades presenciais, foi possível manter a maioria dos contratos com o envolvimento de servidores e gestores na superação dos desafios", afirmou o ouvidor público, Rivaldo Santos. As notas serão divulgadas no dia 25.

EM 2021.
A pandemia inviabilizou a realização de várias atividades e projetos em 2020, impossibilitando a verificação e o cumprimento de indicadores pactuados no PDR. As mais afetadas foram as secretarias de Educação, Esportes, Cultura e Turismo, o que resultou na rescisão dos contratos de gestão. Para 2021, as secretarias voltaram a fazer parte do PDR.