X
Santos

Padarias santistas: tradição e modernidade andam juntas

Pães, salgados, doces, pizzas, produtos de mercado e até horti-fruti fazem parte do cardápio das novas padarias

Padaria Tocantins - localizada no Gonzaga / Paulo Villaça/DL

Tradição e modernidade. Se no dicionário as palavras são antônimas, em alguns setores a junção pode ser a receita do sucesso. Em Santos, um bom exemplo disso são as padarias, que vão muito além do tradicional pão francês.

Pães, salgados, doces, pizzas, produtos de mercado e até horti-fruti fazem parte do cardápio das novas padarias. Isso, aliado a qualidade dos produtos e ao bom atendimento faz com que os locais continuem se reinventando e atraindo cada vez mais clientes.

Manoel Gomes Ferreira, dono da padaria Tocantins - localizada no Gonzaga - é categórico: “Muitos fecham porque não se atualizam”.  Em 1989, ele e mais dois irmãos compraram o local, mas desde 2000 é Ferreira quem comanda tudo com a ajuda de sua esposa. O proprietário veio da Ilha da Madeira, em Portugal. Lá, trabalhava em mercados e feiras. A padaria foi um sonho que se concretizou no Brasil.

“A gente procura investir em diferencial, o cliente tem que se sentir bem”, afirma. Um desses diferenciais é o famoso pão francês, que é feito com água mineral. 

Sentado estrategicamente em uma mesa onde consegue ver toda a padaria, Manoel mostra que presta atenção em todos os detalhes quando comenta a respeito de uma família, onde estão sentadas três gerações tomando um café da tarde.

Para acompanhar a evolução e o crescimento da cidade, a padaria Tocantins passou por uma reforma completa, modernizando as instalações. Orgulhoso do resultado, Manoel pede para reparar nas portas altas, padronizadas e em tons claros. E em como até os banheiros ajudam a compor o ambiente. “A arquiteta fez o projeto com base em cada detalhe que eu passei para ela. Nós conhecemos as necessidades dos clientes e pensamos em tudo que faz a diferença”, finaliza. 

Empório Dom José

Mais do que vender pães, o empório Dom José, no Embaré, abriu as portas há sete anos com o intuito de oferecer produtos variados, exclusivos e ainda ser opção para as compras cotidianas. 

“O carro-chefe é o chá da tarde, que acompanha o empório desde a inauguração e se popularizou entre os clientes”, diz Vagner Souza, gerente do estabelecimento. Souza também está na equipe desde o início.

Começou como padeiro e há dois anos assumiu o novo cargo. Sempre em contato com o público, garante que o bom atendimento tem que estar sempre em primeiro lugar.

Bella Villa Mercearia

O pão também deixou de ser a grande estrela na Bella Villa mercearia, na Vila Rica. De acordo com o gerente Adeílton Alves, as pizzas e doces variados são os produtos que mais atraem os consumidores.

Sempre atentos ao feedback dos clientes, a mercearia vai acrescentar em breve novos produtos ao cardápio. “Os clientes pediram e vamos passar a oferecer produtos light, sem glúten e pães e doces especiais”, informa.

Com cerca de 80 funcionários, a padaria, mercearia, doceria e pizzaria Bella Villa inaugurou em 2006, funciona 24h e também realiza entregas. “A padaria foi pensada para oferecer tudo que o cliente precisa em um só local”, garante o gerente, que faz parte da equipe desde 2010. 

Padaria e confeitaria Roxy

Quem passa pelo Canal 1, no José Menino, encontra facilmente a padaria e confeitaria Roxy. O local inaugurou em 1932 como mercearia e sorveteria. Em 1969, ganhou o título de panificadora. 
Quando chegou a Santos, há 30 anos, Nélio Figueira Ferraz, começou a trabalhar no ramo de padarias. Em 1999, adquiriu a Roxy com o intuito de reformar. “Soube que estava à venda, era um ponto excelente, mas estava antiga”, comenta.

Após alguns anos, em 2003 veio a primeira reforma e em 2014 a ampliação e criação do piso superior. “A Roxy é um ponto tradicional e muito conhecido. Quando um santista marca um encontro com quem não mora na cidade, é localizada facilmente”, diz.

No térreo, ficam a lanchonete, panificadora, confeitaria e mercearia. No segundo andar, conhecido como Salão Gourmet, os clientes encontram almoço por quilo e um espaço para organizar eventos. 

Na última reforma, Ferraz também se preocupou com a acessibilidade. “O acesso pode ser feito pelo elevador panorâmico, ideal para idosos, portadores de deficiência e pais com bebês de colo ou no carrinho”, explica. Os banheiros também são adaptados.

Segundo o proprietário, os fregueses são fiéis, inclusive alguns de fora da cidade. “Clientes da capital ligam aqui para perguntar se o tempo está bom, tamanha a confiança no atendimento e serviços que prestamos”, complementa.

Se todos os estabelecimentos têm em comum ambientes modernos, a receita para fidelizar clientes continua a mesma: bom atendimento e ótima qualidade dos produtos. 

 

 

 

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cotidiano

Praia Grande recebe quarta edição do Meeting Arq Experience

Evento, que este ano tem entrada social, reúne grande nomes da arquitetura nacional abordando temas como marketing, empreendedorismo, sustentabilidade e inclusão

LEGISLAÇÃO

Em Guarujá, Suman sanciona lei para combater assédio sexual em ônibus

De autoria do vereador Mário Lúcio da Conceição, a texto cria o Programa de Combate ao Assédio Sexual no Transporte Coletivo

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software