X
Santos

Museu do Café voltará a funcionar na quinta, com horário diferente e capacidade reduzida

Para retomada, a instituição priorizará protocolos de segurança

Além do horário reduzido, o Museu também implantou novo protocolo de controle de acesso: será permitido, apenas, a entrada de 40 pessoas a cada meia hora / NAIR BUENO/DIÁRIO DO LITORAL

Depois de cinco meses fechado para o público, devido a pandemia do COVID-19, o Museu do Café, da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, abrirá as portas novamente no dia 20 de agosto. Seguindo as medidas estipuladas pelos governos municipais e estaduais, a instituição terá um expediente menor, recebendo os visitantes de quinta a domingo, das 11h às 17h, com o fechamento da bilheteria às 16h.

Além do horário reduzido, o Museu também implantou novo protocolo de controle de acesso: será permitido, apenas, a entrada de 40 pessoas a cada meia hora. Além disso, cada módulo expositivo terá sinalização com a capacidade máxima de pessoas por ambiente, dispensers de álcool gel distribuídos por toda a edificação e será obrigatório o uso de máscara e aferição da temperatura para o acesso às instalações.

O Museu do Café conta com duas exposições temporárias: “Calixto: discurso do progresso e identidade paulista” e “Café Árabe, um símbolo de generosidade”. O público poderá visitar também a exposição de longa duração “Café, patrimônio cultural do Brasil: ciência, história e arte” e a Cafeteria do Museu, que segue aberta no mesmo horário do espaço museológico (11h às 17h), de terça-feira a domingo.

 

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Dois PMs morrem com suspeita de febre maculosa durante curso

Vítimas eram instrutores da COPC, que teve uma fase de curso em área de mata. Casos seguem em análise pela Fiocruz

Se já estava ruim, vai piorar! Petrobras anuncia novo aumento nas refinarias

Reajuste passa a valer nesta terça-feira (26) para gasolina e diesel

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software