X
Santos

Museu do Café inaugura exposição sobre a presença feminina na história da bebida

Mostra estará disponível para visitação presencial a partir de 23 de julho, após a inauguração, transmitida online, no dia 22

Exposição ficará temporariamente no Museu do Café, em Santos / IAN LOPES/DIVULGAÇÃO

Por muito tempo, as mulheres tiveram pouco destaque na historiografia do café, estruturada para pensar no homem como sujeito universal. Atualmente, elas marcam presença em diferentes campos, mas, no passado, como era essa participação no circuito do “ouro verde”? O que se sabe sobre as suas experiências? Esse é o ponto de partida da exposição “O Feminino no Café, 1870-1930”, que será inaugurada pelo Museu do Café – da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo – em 22 de julho, com uma live no Instagram, às 17h, e que poderá ser visitada presencialmente a partir do dia 23.

Para desenvolver o debate, o MC formou um grupo de estudos reunindo mulheres de vários setores da instituição (coordenação técnica, educativo e acervos museológico, arquivístico e bibliográfico). A equipe se dedicou a explorar diversas obras de história do Brasil, do café, das artes, da moda, de gênero e outras áreas que pudessem agregar ao tema. Essa foi a semente que resultou na consolidação da mostra.

A partir desse trabalho, percebeu-se, por exemplo, que a presença feminina ficava oculta sob a imagem dos “barões”, comissários, ou, até mesmo, de homens trabalhadores. Geralmente, eram atribuídos papéis coadjuvantes, aparecendo superficialmente nesse universo masculino, muitas vezes imbuídas de idealizações e estereótipos. Mas, nas últimas décadas, pesquisas resgataram e problematizaram a participação feminina na cadeia produtiva do grão, e de mulheres que, com o dinheiro do café, atuaram nos campos da cultura e da política.

Apresentando a multiplicidade estudada, a exposição trará objetos, documentos, imagens e reprodução de vestimentas, organizados nos perfis: escravizadas, colonas, fazendeiras, artistas e patronesses, sem esquecer que, dentro desses núcleos, existe uma diversidade de condições econômicas e sociais, motivações e atuações.

LIVE.
No dia 20, às 17h, um encontro ao vivo entre os museus do Café e da Imigração abordará o desenvolvimento da curadoria dessa mostra temporária do MC, e da “Mulheres em movimento”, cujo lançamento ocorrerá em breve, pelo MI.

A transmissão no Instagram renderá um bate-papo aprofundado sobre questões de gênero, poder e silenciamento.

O Museu do Café fica na Rua XV de Novembro, 95, no Centro Histórico, em Santos. O local abre de terça a domingo, das 11h às 17h (bilheteria encerra às 16h) e a entrada custa R$ 10,00. A meia entrada está disponível para pessoas com mais de 60 anos, aposentados, estudantes, crianças e jovens entre 8 e 16 anos, professores da rede particular de ensino e jovens de baixa renda entre 15 e 29 anos.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Economia

Petrobras reduz preço da gasolina em 4,8%

A partir desta terça (16), a gasolina vendida pelas refinarias da estatal vai custar, em média, R$ 3,53 por litro

ELEIÇÕES 2022

Garcia promete 'cashback' para devolver impostos a famílias pobres

Candidato à reeleição anuncia que pessoas na pobreza e extrema pobreza não vão pagar impostos estaduais nos próximos 4 anos em SP

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software