Moradores do Caruara dizem que precisam ir a Bertioga para fazer teste de Covid-19

Denúncia levou a criação de requerimento na Câmara dos Vereadores durante a última semana

Comentar
Compartilhar
26 ABR 2021Por Da Reportagem08h50
A situação gerou um requerimento por parte do vereador Fabrício Cardoso, que pediu explicações à Administração Municipal sobre a situação nos bairros que estão fora da área insular de SantosA situação gerou um requerimento por parte do vereador Fabrício Cardoso, que pediu explicações à Administração Municipal sobre a situação nos bairros que estão fora da área insular de SantosFoto: LEOPOLDO SILVA/AGÊNCIA SENADO

Moradores do bairro Caruara, localizado na Área Continental de Santos, afirmam que não conseguem realizar testes de Covid-19 e são obrigados a ir até Bertioga para serem submetidos a exames. A denúncia realizada por eles motivou a criação de um requerimento na Câmara dos Vereadores no começo da segunda quinzena deste mês. Segundo a Prefeitura de Santos, testes só são realizados em Unidades de Pronto Atendimento (UPAs).

De acordo com um santista que mora no Caruara, o problema não é recente, mas acabou por o afetar pessoalmente durante o começo de abril, quando ele foi até a policlínica do bairro com suspeita de ter contraído Covid-19.

Por precaução, ele preferiu realizar o teste, mas foi surpreendido ao ser avisado que o local não possuía nem o teste rápido e tampouco o PCR disponíveis para o público.

“Aqui não tem nenhum. A gente chega na policlínica com sintomas de Covid e temos que nos deslocar pra Bertioga correndo o risco de contaminar outras pessoas, e caso não esteja contaminado, se contaminar, pois, a gente vai de ônibus”, afirma Sergio Alves, que trabalha como funcionário público.

A situação gerou um requerimento por parte do vereador Fabrício Cardoso, que pediu explicações à Administração Municipal sobre a situação nos bairros que estão fora da área insular de Santos, uma vez que a determinação das autoridades sanitárias é de que as pessoas se desloquem o mínimo possível em transporte público durante o período da pandemia.

“Considerando o momento delicado pelo qual os santistas estão passando devido à pandemia da Covid-19, é preocupante que os moradores não só do Caruara, mas de toda a Área Continental possam estar passando por esse transtorno adicional e inaceitável no enfrentamento da doença”, escreveu o parlamentar.

No texto de seu requerimento, Fabrício questiona se a denúncia feita por Sergio e outros moradores do Caruara procedem e solicita estudos no sentido de que a unidade do bairro ofereça os testes sem que os moradores precisem se deslocar para outra cidade, o que também pode acarretar em sobrecarga do sistema de saúde de Bertioga e outros municípios.

“O nosso bairro fica distante da cidade de Santos por mais ou menos 25 a 28 km então a cidade mais próxima que a gente tem aqui perto é Bertioga então tudo que a gente precisa a gente acaba se deslocando para lá e como a gente tem essa policlínica aqui que tem um suporte até para ser um pronto-socorro, com uma boa estrutura física, só que na verdade não funciona. E nesse momento tão delicado onde o vírus tem contaminado cada vez mais pessoas e os números de casos aqui tem aumentando cada vez mais então achei assim um absurdo porque a gente tem a policlínica, a gente pertence à cidade de Santos mas só que ao chegar lá a gente não tem o teste não tem nada de teste de Covid. Somos de 5 a 6 mil moradores e é um absurdo a gente não ter esse suporte do teste do Covid e do médico para poder fazer esse atendimento”, conclui Alves.

O Diário do Litoral entrou em contato com a Secretaria de Saúde de Santos por meio da assessoria de imprensa da Prefeitura. Em nota, a pasta informa que, conforme  ocorre em todo o município de Santos, os pacientes com sintomas de Covid-19 devem se dirigir à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para avaliação. A coleta de exame PCR é feita apenas nas UPAs, para pacientes sintomáticos, entre o primeiro e o oitavo dia de sintomas, conforme atualização de nota técnica do Ministério da Saúde.