X

Santos

Mãe de criança que saiu da escola sem ninguém ver contesta versão da Prefeitura

Menina de 5 anos saiu da escola sem o conhecimento dos funcionários e foi encontrada dois quarteirões de distância; mãe alerta para que outra família não tome o mesmo susto que ela

Luana Fernandes

Publicado em 17/02/2023 às 17:48

Atualizado em 17/02/2023 às 17:59

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Escola Leonor Mendes de Barros fica no Campo Grande, em Santos / Divulgação/PMS

Qualquer mãe consegue imaginar o desespero que é perder um filho, nem que seja por segundos. Pois foi este desespero que passou a empreendedora Yasmim Campos, mãe de uma menina autista de 5 anos. Ao buscar sua filha na escola municipal Leonor Mendes de Barros, no Gonzaga, a criança não apareceu.
"Ela simplesmente sumiu. Minha filha saiu da sala de aula, com a mochila nas costas e ninguém viu. Passou pelo corredor, pelo parquinho, pelo pátio e saiu pelo portão da escola", contou Yasmim. Segundo ela, o desespero só acabou quando outra mãe chegou com menina. "A mulher foi um anjo, encontrou minha filha a dois quarteirões da escola prestes a atravessar uma rua movimentada sozinha", explicou a mãe aos prantos em vídeo divulgado em sua rede social.
O desespero de Yasmin é justamente imaginar o que poderia ter acontecido. "Ela atravessou uma via de mão dupla sozinha. Estou muito indignada. Estou expondo esta situação porque assim como a minha filha saiu, outras também podem sair", comenta.
"A referida aluna teria saído da escola acompanhada da mãe de uma colega da classe. Após sair da unidade com as duas crianças, essa mãe teria sido alertada e percebido que a estudante saiu da unidade junto com ela e sua filha, mas sem a presença dos responsáveis", esclareceu a Prefeitura de Santos em resposta ao ocorrido.
Yasmin contesta esta versão. "Mas a resposta que a Prefeitura está dando é mentira. A mãe que eles dizem que pegou a minha filha da escola, a que estava acompanhada da minha filha, é mentira. E a filha dessa mulher não é da mesma classe que a minha filha", desmentiu. De qualquer forma, a Secretaria de Educação informou que está apurando os detalhes do caso.
A equipe gestora da escola confirmou a versão de Yasmin de que a criança foi levada de volta à unidade por uma outra mãe que faz parte da comunidade escolar, para que pudesse ser entregue aos seus responsáveis. "A Prefeitura lamenta o ocorrido e informa que já está apurando as responsabilidades sobre a saída da menina junto com a mãe da amiga, sem a presença dos responsáveis legais. Todas as providências cabíveis já foram tomadas".
A mãe da criança disse que foi recebida pela Secretaria da Educação e que eles foram muito solícitos a resolver o caso. A Prefeitura também informou que, na manhã desta quinta-feira (16), a família da aluna foi novamente recebida pela equipe gestora da escola para o esclarecimento de toda a situação.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Mongaguá

Suspeito de participação no 'Tribunal do Crime' é preso em Mongaguá

Homem teria ligação com o Primeiro Comando da Capital

Esportes

Assim como Cássio, Santos já teve ídolos que saíram pela porta dos fundos

Problemas financeiros e falta de times competitivos foram os principais motivos

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter