Feriadão: Baixada Santista pede operação especial ao Estado para conter turistas

Prefeitos das nove cidades caiçaras querem evitar outro cenário como aquele visto durante o último fim de semana de agosto

Comentar
Compartilhar
01 SET 2020Por Da Reportagem18h50
Prefeitos fizeram nova reunião por meio de videoconferênciaFoto: LG Rodrigues/Diário do Litoral

Em reunião por videoconferência realizada na tarde desta terça-feira (1º), os prefeitos da Baixada Santista, por meio do Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana da Baixada Santista (Condesb), presidido pelo prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa, solicitaram ao Governo do Estado de São Paulo a realização de uma operação especial na orla das nove cidades da região durante o próximo fim de semana prolongado, com o envio de policiais militares de outras regiões do Estado para apoiar o efetivo local e as guardas municipais. 

O objetivo é realizar uma operação conjunta, voltada à orientação das medidas sanitárias para evitar a proliferação do novo coronavírus, em especial o uso obrigatório de máscaras – previsto em legislação estadual.

Os prefeitos entendem que a ação integrada com o Estado permitirá maior eficácia no controle do cumprimento das normas vigentes, uma vez que as guardas civis municipais não têm efetivo suficiente para atender o elevado número de turistas lotando as praias, como ocorreu no último final de semana. 

O secretário de Logística e Transportes, João Octaviano Machado Neto, levará o pleito de apoio da Polícia Militar (PM) ao governador João Dória. 

Os prefeitos pediram, ainda, ações voltadas à conscientização dos turistas nas rodovias que dão acesso às cidades da Baixada Santista, por meio de distribuição de máscaras, entrega de materiais informativos impressos, avisos em painéis e posts em redes sociais. 

O secretário João Octaviano já se comprometeu a desenvolver estas ações voltadas à conscientização, em conjunto com a Ecorodovias e o Departamento de Estradas de Rodagem (DER). 

Trata-se do segundo de pedido de apoio do Condesb ao Estado. No feriado prolongado de 1º de maio, os prefeitos pediram a ação da PM nas rodovias a fim de evitar a vinda maciça de turistas à Baixada Santista, mas o pedido não foi atendido na ocasião.