Faixa Viva tem ações na Avenida Ana Costa, em Santos

Apesar das condições adversas do tempo, na quarta-feira (28) também houve ação e o propositivo da campanha foi mais uma vez colocado em prática

Comentar
Compartilhar
29 JUL 2021Por Da Reportagem15h07
Com programação itinerante pelas vias de Santos, a campanha Faixa Viva está direcionada nesta semana para a Avenida Ana CostaCom programação itinerante pelas vias de Santos, a campanha Faixa Viva está direcionada nesta semana para a Avenida Ana CostaFoto: Isabela Carrari / Prefeitura Municipal de Santos

Com programação itinerante pelas vias de Santos, a campanha Faixa Viva está direcionada nesta semana para a Avenida Ana Costa. Desde segunda-feira (26), os agentes da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET-Santos) estão orientando os pedestres nas faixas de travessia de pedestres localizadas no trecho entre as ruas Azevedo Sodré e Tolentino Filgueiras.

Apesar das condições adversas do tempo, na quarta-feira (28) também houve ação e o propositivo da campanha foi mais uma vez colocado em prática: conscientizar condutores e pedestres sobre o respeito à prioridade de caminhantes na travessia, em locais onde há faixa de segurança sem semáforo.

O técnico de suporte Hugo Santos considera muito importante a orientação contínua sobre os cuidados para travessia com segurança. "É algo muito necessário". Procedente de Santa Catarina, a administradora Camila Lopes comenta que, no seu estado de origem, "ao ver o pedestre na calçada, o motorista já para. Aqui em Santos percebo que ainda há uma dificuldade nesse sentido. Por isso, é preciso mesmo promover a conscientização".

MUDANÇAS.
Com o intuito de levar a iniciativa a um universo maior de pessoas, a Faixa Viva ganhou nova dinâmica, conciliando o período das ações ao de maior concentração de pedestres, para otimizar a orientação e a permanência por mais tempo num mesmo local.

A agenda da campanha até o final do ano prevê o trabalho educativo nos principais corredores de tráfego, iniciando pela Ana Costa. "O objetivo das ações é o de lembrar que o pedestre tem a preferência de travessia nessas faixas, fazendo com que o motorista se coloque no lugar de quem tenta atravessar a via. Assim, ele se conscientiza de que sua participação, parando o veículo, salva vidas", explica a diretora de Projetos e Planejamento da CET, Luciane Beck.

Nas ações educativas com o agente, o pedestre é orientado a pedir prioridade de passagem (com o braço estendido) e apenas iniciar a travessia quando os veículos efetivamente estiverem imobilizados. Já os condutores, são instruídos a parar o veículo ao perceberem o gesto do caminhante, de acordo com as  condições de segurança observadas no momento da solicitação.