PCC

Facção criminosa marca presença em enterro de bandido em Santos

Com fogos de artifício, um cortejo fúnebre também teria passado pelos morros de Santos

Da Reportagem

Publicado em 13/09/2022 às 13:48

Atualizado em 13/09/2022 às 13:54

Comentar:

Compartilhe:

''Um abraço do Primeiro Comando da Capital'' dizia a faixa colocada sobre a coroa de flores / Reprodução/ Redes Sociais

O Primeiro Comando da Capital (PCC) marcou ‘presença’ por meio de uma coroa de flores no sepultamento de José Jamenson da Silva, morto durante confronto policial no morro São Bento, em Santos. O enterro aconteceu na manhã desta terça-feira (13), no Cemitério Areia Branca.

‘’Um abraço do Primeiro Comando da Capital’’ dizia a faixa colocada sobre a coroa de flores destinada à despedida do homem de 34 anos, conhecido como ‘Pokémon’. Ele era procurado da Justiça com condenação a 11 anos de prisão.

Com fogos de artifício, um cortejo fúnebre também teria passado pelos morros de Santos. A Prefeitura, porém, informou que a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) não foi acionada.

O caso
Policiais militares foram recebidos a tiros durante uma operação no Morro São Bento no último domingo e, após o tiroteio, equipes reforçaram o patrulhamento na região em busca dos criminosos, foi assim que ‘Pokémon’ foi flagrado com outro homem, de 40 anos.

A dupla tentou fugir e, na tentativa de evitar a prisão, disparou contra os agentes. Durante o confronto, ‘Pokémon’ foi atingido e morreu no local, enquanto o outro suspeito foi detido.

Horas após a morte, um grupo de criminosos incendiou um ônibus intermunicipal na Av. Presidente Getúlio Vargas, no Valongo. O caso mobilizou o Corpo de Bombeiros, mas ninguém ficou ferido.

Em nota, a Polícia Militar informou que, durante a operação no morro São Bento, os agentes foram informados de que indivíduos armados teriam descido o morro por uma escadaria e abordado o ônibus para tirar o foco do confronto na comunidade.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cultura

Praia Grande receberá três espetáculos gratuitos; veja quando

A Cia. Repentistas do Corpo se apresentará nos dias 19 e 20 de julho

Capital

PM atende uma das maiores ocorrências da história e apreende milhões de cigarros

No total, foram apreendidos cerca de 11,8 milhões de cigarros contrabandeados, divididos em três marcas diferentes

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter