X

Santos

Evento reúne afroempreendedores em Santos

Produção Preta terá dez horas de atividades culturais, moda, artesanato e gastronomia

Da Reportagem

Publicado em 23/03/2017 às 14:30

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

O evento reunirá afroempreendedores da moda, artesanato e gastronomia / Divulgação

Um sábado para evidenciar a cultura negra. É o que promete a Produção Preta – Ecoar e Escoar Afroconectados, que será realizada no próximo sábado (25), das 10h às 21h, no Teatro Municipal de Santos. O evento reunirá afroempreendedores da moda, artesanato e gastronomia. A programação é variada e também contará com debates, cinema e apresentações culturais alusivas ao tema. A entrada é gratuita.

“A Produção Preta é uma alusão à passagem do Dia Internacional de Luta contra a Discriminação Racial, instituído pela ONU em razão do Massacre de Sharpeville, no dia 21 de Março de 1960, após protesto pacífico contra a Lei do Passe. Serão dez horas de atividades que visam incentivar e destacar a produção cultural negra o e empreendedorismo afro caiçara paulistano”, destacou Renato Azevedo, organizador do evento.

A programação terá início às 10 horas com palestra do Sebrae voltada aos afroempreendedores. Em seguida, às 11h15, Giba do Sapatinho, do Projeto Batucada dos Bambas, anima o público com a apresentação de contos do ‘Moleque Bamba’. A Secretaria de Cultura de Santos realiza, às 11h30, o debate ‘Financiamento Cultural e Ações Afirmativas’ para desenvolver a produção cultural negra.

O público presente poderá apreciar a Feijoada da X-9, que estará à venda no local.

Arte e debate. As atividades da tarde terão início às 13 horas com a apresentação do Baobá Coletivo de Artes. Às 13h15, os Djs Ari e Buzina e Aliados promovem o Ação Cultura Movimento. O passageiro Negro, curta produzido na Alemanha, em 1992, é a atração do cine debate que será realizado às 13h35, no Museu da Imagem do Som de Santos (Miss). O filme, que ganhou o oscar de Melhor Curta-Metragem, em Live Action, será comentado pelo matemático Roberto de Jesus Filho e o filósofo Douglas Eduardo Vaz. A discussão se dará a partir da Revolta do Vintém, que ocorreu em 1879, e o movimento Não é por 20 centavos, de 2013.

O Afroketu mostra os 15 anos de maculelê e capoeira, às 14h20. Às 14h50, o debate “O combate ao racismo com políticas públicas de fomento ao afro-empreendedorismo” reúne, no Miss, a presidente do Conselho Estadual da Comunidade Negra, Alessandra Laurindo, a coordenadora estadual de Políticas para a População Negra Indígena, Elisa Lucas, o coordenador municipal de Promoção da Igualdade Racial e Étnica, Jorge Fernandes, e Ornella Rodrigues, representante do Conselho Municipal da Comunidade Negra e Promoção da Igualdade Racial de Santos.

O hip hop entra em cena a partir das 15h30 com o show do Art Radical. Logo em seguida, às 15h50, a Central Única das Favelas (Cufa) Guarujá e Santos apresenta o street ball da Black Original. O rapper Brunão Mente Sagaz, de São Vicente, canta suas músicas às 16h30. Às 17h10 é a vez do show de Akins Kintê e Banda.

A moda e a identidade da mulher negra é tema de debate, às 18 horas, com as professores Joyce Fernandes (Preta Rara), Valéria Motta e Maria do Carmo Paulino dos Santos. Às 18h30, Mestre Márcio apresenta o ‘Capoeira para Todos’.

A Companhia Cena Preta apresentará, às 19 horas, o espetáculo Gritaram-me Negra. A cantora e rapper santista Preta Rara sobe ao palco às 19h20. O samba é tema de papo com Cesar Rodrigues, às 20 horas. O ritmo encerra a programação com a apresentação do Samba do Mumu, a partir das 20h20.

As atividades serão realizadas nas dependências do Teatro Municipal de Santos, que fica na Avenida Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Diário Mais

Mau presságio? Branqueamento de corais pode ser sinal da morte dos oceanos; entenda

Estruturas são a base do Oceano

Nacional

Não perca as contas: você sabe quantas vezes o cantor Fábio Jr. se casou?

A lista é bem extensa e pode confundir os fãs

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter