Santos

Escola de Moda qualifica e dá esperança para mais uma turma de mulheres em Santos

As munícipes participaram de três cursos de Qualificação e Geração de Renda: corte e costura, modelagem e costura criativa

Da Reportagem

Publicado em 14/07/2022 às 20:51

Compartilhe:

FUNDO SOCIAL FORMATURA CURSO GERAÇÃO RENDA / FOTOS RAIMUNDO ROSA

Vinte e seis alunas do primeiro semestre da Escola de Moda do Fundo Social de Solidariedade de Santos (FSS) se formaram na tarde desta quinta-feira (4). As munícipes participaram de três cursos de Qualificação e Geração de Renda: corte e costura, modelagem e costura criativa. As inscrições para o próximo semestre iniciam no próximo dia 25.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Com certificado em mãos, Franciney dos Santos Torres, de 41 anos, já toca o próprio negócio. Ela abriu um mini-ateliê em casa há quatro meses, após adquirir conhecimento nas três áreas da Escola de Moda. "Faço pijamas hospitalares e necessaires para a área de saúde, já que estudo Biomedicina. Tudo o que aprendi aqui, levei para transformar em renda nesse ateliê que abri em sociedade com outra aluna que conheci durante o curso", conta.

Quando entrou nas capacitações, Franciney nem sonhava em se tornar empreendedora. Ela já tinha noções de costura, que aprendeu com a mãe, mas queria aperfeiçoar as técnicas para complementar a renda da casa, que até então vinha apenas do marido. "Conforme fui vendo que dava para ganhar dinheiro com isso, decidi ampliar. Agora quero comprar mais máquinas profissionais e tenho certeza de que vai dar tudo certo", torce.

Franciney considera o curso essencial para mulheres que não possuem profissão e que tenham o desejo de se empoderar e conquistar a própria fonte de renda. "Muitas mães, donas de casa, que ainda não sabem fazer nada, podem fazer um curso desse e já tirar daí um dinheirinho, vendendo peças para os vizinhos, para os amigos. A Escola de Moda é muito legal por ajudar as mulheres a lutar pelo que elas querem",  afirma.

A presidente do Fundo Social, Maria Ignez Barbosa, concorda com a aluna e diz que valorizar as mulheres é um dos objetivos do curso. "Lugar de mulher é onde ela quiser. Aqui no FSS nós mostramos que elas têm essa capacidade e procuramos fazer com que elas tenham condições de progredir. Para isso, elas precisam ser valorizadas e, acima de tudo, ter oportunidades".

Neste ano, a formatura foi atípica. Em razão da pandemia de covid-19, os cursos foram limitados a poucos participantes e, por isso, a cerimônia também foi reduzida. Em 2019, antes do vírus, o Fundo Social chegou a formar mais de mil alunos em apenas um semestre (https://www.santos.sp.gov.br/?q=noticia/cursos-do-fundo-social-de-santos-formam-mais-de-mil-no-segundo-semestre).

 

INSCRIÇÃO PARA O PRÓXIMO SEMESTRE

Com o objetivo de qualificar profissionalmente e contribuir com a geração de renda dos munícipes, os três cursos do segundo semestre do Projeto Escola de Moda terão início em agosto. Para participar, basta residir em Santos, ser maior de 18 anos e ter renda familiar de até dois salários mínimos. Ao final do curso, todos ganham certificado.

As inscrições poderão ser realizadas entre os dias 25 e 29 de julho, ou até as vagas se esgotarem. Para se inscrever, basta se dirigir ao FSS (Avenida Conselheiro Nébias, 388, Encruzilhada) de segunda a sexta, das 9h às 17h, portando original e cópias do RG, CPF e comprovante de residência.

Os cursos de corte e costura têm início no dia 4 de agosto e término em 24 de novembro. As aulas ocorrerão sempre às quintas e os participantes poderão escolher entre as turmas da manhã, das 10h às 12h, ou da tarde, das 15h às 17h. Serão oito vagas por período. Neste curso, os alunos aprendem a fazer plano de corte, a cortar tecidos e a costurar com moldes prontos.

Já o curso de costura criativa acontecerá entre 5 de agosto e 25 de novembro, às sextas-feiras. Também haverá turma em ambos os períodos, com seis alunos em cada. Para participar, é necessário ter noções de corte e costura. Neste curso, é ensinada a técnica patchwork (com pedaços de tecido), que pode ser aplicada em bolsas, necessaires, toalhas de mesa, quadros, entre outros. Além disso, os alunos também são introduzidos ao quilting, técnica de acolchoamento.

Às terças, será a vez do curso de modelagem. Também com turmas de manhã e à tarde, as aulas têm início em 2 de agosto e término em 29 de novembro. Também é necessário ter noções de corte e costura. Serão oito alunos por turma. Em modelagem, os alunos aprendem a fabricar roupas sob medida.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Variedades

Virada Cultural começa nesta sexta (19), em cidade do litoral de SP; confira as atrações

Evento é promovido pela Prefeitura do município, por meio da Secretaria de Cultura

Variedades

'Duna: A Profecia', prelúdio do aclamado longa, ganha novo teaser trailer

Produção é assinada pela Legendary Television

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter