CAMPANHA DE 1 A 11

Empresas santistas darão apoio no fornecimento de máscaras e respiradores

Por meio de frentes de trabalho criadas nas áreas de saúde, construção civil e social, foram definidas ações para ajudar a Cidade no abastecimento de máscaras e respiradores

Comentar
Compartilhar
24 MAR 2020Por Da Reportagem16h10
De acordo com Sammarco, diante da dificuldade na distribuição de insumos da saúde, a ACS busca, junto a empresas associadas da área, formas de conseguir o fornecimento de produtos, principalmente respiradoresFoto: Marcos Vidal/Futura Press/Folhapress

Santos ganhará o apoio da Associação Comercial (ACS) na busca por alternativas no enfrentamento da pandemia do coronavírus. Por meio de frentes de trabalho criadas nas áreas de saúde, construção civil e social, foram definidas ações para ajudar a Cidade no abastecimento de máscaras e respiradores e facilitar a reforma de espaços que possam ser utilizados pela Prefeitura para assistência à população.

Os assuntos foram tratados durante encontro, na semana passada, que contou com a presença do prefeito Paulo Alexandre Barbosa, representantes do Comitê Municipal de Contingência do Enfrentamento ao Coronavírus e o presidente da ACS, Mauro Sammarco, que deu início a uma mobilização da classe empresarial.

"É uma parceria fundamental para dar suporte na compra de insumos para a Saúde e garantir o atendimento que se fará necessário. O poder público não consegue fazer tudo sozinho, por isso, também estamos recorrendo às parcerias neste momento. Eles poderão agir, por exemplo, reformando um espaço com agilidade para acolher a demanda ou indicando eventuais fornecedores para importação de mercadorias e produtos".

De acordo com Sammarco, diante da dificuldade na distribuição de insumos da saúde, a ACS busca, junto a empresas associadas da área, formas de conseguir o fornecimento de produtos, principalmente respiradores.

"Seja por importação ou fornecimento local, vamos ajudar no abastecimento dos respiradores para os leitos hospitalares, além de máscaras e EPIs (Equipamentos de Proteção Individual). O momento é de união, solidariedade e comprometimento. Nós temos certeza de que os empresários vão corresponder, todos, sem exceção, têm em sua essência grande responsabilidade social".

Sammarco explicou que, na área da construção civil, a ACS colocou-se à disposição para intermediar cessão de mão de obra e fornecimento de material,se for necessário, para obras que estão em andamento, e reformas de espaços apontados pelo Município para atender à população.

Uma outra frente de trabalho, de acordo com Sammarco, está providenciando a doação de cestas básicas para famílias, que será feita ao Fundo Social de Solidariedade (FSS) durante todo o período que se fizer necessário.