Em Santos, Museu de Pesca se prepara para reabertura

Com o espaço fechado desde março de 2020, devido à pandemia de COVID-19, a Diretora do Museu, Thaís Moron, comemora o retorno às atividades

Comentar
Compartilhar
26 SET 2021Por Da Reportagem15h45
O Instituto de Pesca (IP-APTA), órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, comunica que, no dia 1º de outubro, o Museu de Pesca, localizado na cidade de Santos, será reaberto para visitação do seu fiel público e de novos viO Instituto de Pesca (IP-APTA), órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, comunica que, no dia 1º de outubro, o Museu de Pesca, localizado na cidade de Santos, será reaberto para visitação do seu fiel público e de novos viFoto: NAIR BUENO/DIÁRIO DO LITORAL

O Instituto de Pesca (IP-APTA), órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, comunica que, no dia 1º de outubro, o Museu de Pesca, localizado na cidade de Santos, será reaberto para visitação do seu fiel público e de novos visitantes.

Com o espaço fechado desde março de 2020, devido à pandemia de COVID-19, a Diretora do Museu, Thaís Moron, comemora o retorno às atividades.

"Depois de muita espera, vamos reabrir o Museu de Pesca no dia 1º de outubro, em comemoração ao mês das crianças! Aproveitamos este período em que ficamos fechados para fazer pequenas reformas estruturais e instalação de novas atrações", ressaltou a gestora.

Com patrocínio das empresas Piramidal e Paranoá Indústria de Borracha, via Programa de Ação Cultural (PROAC), e realização da BHYO, empresa focada em ações relacionadas à vida nos oceanos, o Museu está ainda mais inovador.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp: https://bit.ly/diariodolitoral
Mantenha-se bem informado.

Uma das novidades é a exposição de um painel de três metros com ilustrações lúdicas, representando seres do diorama. Assim como 70% do acervo, os seres do painel são identificados com tecnologia QR code, trazendo maior interação e informações detalhadas sobre cada um.

A aprendizagem por meio de entretenimento e tecnologia ultrapassa as paredes da bela construção em estilo eclético, oferecendo ao público, que não tem a possibilidade de conhecer o espaço presencialmente, uma visitação virtual por meio do Museu de Pesca Virtual . Agora, a novidade é o aplicativo Museu de Pesca: vida marinha , para celulares com sistema Android. Nele, é possível conferir o conteúdo dos QR codes do painel, além de jogos de perguntas sobre animais e outras atividades. Todas essas informações também serão exibidas permanentemente em um monitor instalado no espaço.

Mas as atrações não param por aí! Para a Sala das areias e conchas foram produzidos vídeos em computação gráfica sobre os moluscos que vivem nas conchas e a relação das areias do deserto do Saara com a Floresta Amazônica.

Visando à proteção de todos, as medidas de prevenção foram cuidadosamente planejadas e será permitida a entrada de 30 visitantes por vez, seguindo os protocolos sanitários.

A entrada durante o mês de outubro será gratuita para todos os visitantes.