X
Santos

Em Santos, Ipem-SP fiscaliza botijões de gás de cozinha e verifica erros no peso

Em caso de autuação, as empresas têm dez dias para apresentar defesa junto ao instituto

De acordo com a lei federal 9.933/99, as multas podem chegar a R$ 1,5 milhão / DIVULGAÇÃO/AGÊNCIA BRASIL

O Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo (Ipem-SP), autarquia do Governo do Estado, vinculada à Secretaria da Justiça, e órgão delegado do Inmetro, que tem como objetivo defender o consumidor, realizou na última quinta-feira (15) a operação denominada 'GLP', em depósitos de distribuição de gás de cozinha nas cidades de Agudos, Araçatuba, Bragança Paulista, Diadema, Ribeirão Preto e Santos.

Ao todo foram fiscalizados 135 botijões de GLP, popularmente conhecidos como botijões de gás de cozinha, em 17 estabelecimentos entre envasadoras e distribuidoras, das marcas Consigaz, Copagaz, Liquigás, Nacional Gás Butano, Servgas, Supergasbrás e Ultragaz. Foram reprovados 3,7% dos botijões fiscalizados.

A lista completa de locais vistoriados e as irregularidades encontradas pelos fiscais podem ser encontrados no link disponibilizado pela instituição.

Em caso de autuação, as empresas têm dez dias para apresentar defesa junto ao instituto. De acordo com a lei federal 9.933/99, as multas podem chegar a R$ 1,5 milhão.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Mongaguá

62 anos de Mongaguá: “O principal desafio é continuar o trabalho e devolver a autoestima ao morador”

“A ideia é ter uma cidade diferente e que as pessoas tenham mais dignidade e oportunidade”, destaca prefeito

Turismo

Réveillon: para onde ainda é possível viajar e por quanto

Levantamento mostra quais destinos estão sendo mais buscados, para onde ainda é possível viajar e o preço médio

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software