Com ingredientes e técnicas europeias, pizzaiolo 'entrega Itália' a domicílio

Eduardo diz que sua cozinha foi a primeira em Santos a começar a preparar e servir pizzas feitas não apenas com técnicas, mas também com ingredientes italianos

Comentar
Compartilhar
01 JUN 2020Por LG Rodrigues07h45
Com ingredientes, técnicas e uma história pessoal totalmente atreladas à terra das vozes cantantes e berço do império romano, não seria possível que o caiçara Eduardo Casabona se dedicasse a fazer uma pizza que não fosse legitimamente e 100% italianaFoto: Arquivo Pessoal

O momento é para ficar em casa e contemplar o mundo pela janela, mas nada impede que o santista não possa levar, ao menos uma parte pequena, desse mesmo mundo para dentro de sua casa. Ao menos é essa a proposta de um pizzaiolo de Santos que promete entregar o mais famoso prato italiano por delivery, contando com uma receita especial e que só pode ser encontrada na própria Itália ou em sua cozinha.

Com ingredientes, técnicas e uma história pessoal totalmente atreladas à terra das vozes cantantes e berço do império romano, não seria possível que o caiçara Eduardo Casabona se dedicasse a fazer uma pizza que não fosse legitimamente e 100% italiana.

“A Pizza di Casabona surgiu logo após eu retornar da Itália em abril de 2018, quando passei um tempo lá para tirar a cidadania, já que meu avô era Siciliano, e trabalhei em uma pizzaria bem pequena de beira de estrada que foi onde aprendi realmente o que era uma pizza italiana. Foi daí que surgiu a paixão por pizzas italianas. Inicialmente comecei fazendo para amigos na minha casa, mas logo depois surgiram os eventos nas casas dos clientes”, afirma.

“Algum tempo depois, em maio de 2018 surgiu a ideia das noites da pizza no restaurante de uma amiga, Sandra Baccarat (Barkanas 53) que foi aonde surgiu a ideia de criar o delivery que abri em setembro de 2019”.

Eduardo explica que sua cozinha foi a primeira em Santos a começar a preparar e servir pizzas feitas não apenas com técnicas, mas também com ingredientes que só podem ser encontrados na Itália. O resultado é uma massa diferente da que estamos acostumados a consumir em pizzarias do Brasil e mais próximo da visão original trazida para as terras tupiniquins por imigrantes italianos.

“As diferenças são principalmente a farinha usada e os ingredientes italianos. Na pizza italiana, tanto napolitana, quanto romana entre outras tantas, utiliza-se a farinha 00 que é mais pura, mais refinada, o que consequentemente deixa a massa da pizza mais leve. Aí entram as massas Napoletanas, que são pizzas de longa fermentação (de 24hrs a 72hrs podendo ser em temperatura ambiente ou controlada. No nosso caso 30hrs em temperatura ambiente) e assadas em altas temperaturas (420/500graus) por muito pouco tempo (60 a 90 segundos), todo esse processo, faz com que a pizza seja mais leve e digerível para a pessoa que ingere”. 

“Já as pizzas locais, não utilizam desse tipo de farinha, e muitas pizzarias fazem a massa poucas horas antes (1 a 4 horas) o que acarreta em grandes quantidades de fermento para que possam crescer rápido. Deixando aquela sensação de estar pesado logo depois que come as pizzas. Tirando também a grande quantidade de recheio que deixa a pizza mais pesada.

Não veja esses comentários como uma crítica, mas sim uma opinião de um pizzaiolo italiano”. 

O sucesso do delivery cresceu rápido e Eduardo começou a ganhar clientes com rapidez. Com o começo do isolamento social, o pizzaiolo decidiu não desacelerar nos trabalhos e se dedica a levar um pedacinho do mundo para dentro da casa dos santistas e fazer com que as pessoas possam viajar sem deixar suas residências.

“Acredito que tenha sido o primeiro a lançar essas pizzas Napoletanas em Santos nos eventos logo que voltei da Itália em 2018. Aqui em Santos foi um pouco difícil no começo, pois muitas pessoas não conheciam esse tipo de produto, elas estão acostumadas com as pizzas brasileiras que são para a família toda. Já as nossas, são individuais. Algumas vezes questionavam de a massa ser mais elástica, que é uma das principais características da massa Napoletana, mas hoje vejo que estão sendo bem aceitas”. 

“Tivemos que nos readequar durante a pandemia e redobrar nossos cuidados de acordo com as normas de saúde, mas isso não nos impediu de continuar entregando aos nossos clientes a verdadeira pizza Napoletana. Hoje me sinto feliz de poder compartilhar com as pessoas o que aprendi e sinto uma grande aprovação do que faço. Procuro sempre utilizar a maioria dos produtos importados da Itália para que mantenha o padrão deles”, finaliza.

Para quem quiser pedir a sua própria pizza ‘made in Italy’, basta entrar em contato com o Eduardo por telefone ou WhatsApp pelo número (13) 99675-4500.