Centros de testagem são reabertos em Santos. Confira guia sobre a covid-19

A medida foi tomada em virtude do aumento dos casos de coronavírus registrados nas últimas semanas

Comentar
Compartilhar
27 NOV 2020Por Da Reportagem18h40
Nos próximos dias, a UPA Zona Noroeste também passará a contar com a estruturaFoto: Marcelo Martins/PMS

O atendimento externo nas UPAs Zona Leste e Central, exclusivo para pacientes com sintomas de covid-19, retornou nesta sexta-feira (27), com funcionamento 24 horas. Nos próximos dias, a UPA Zona Noroeste também passará a contar com a estrutura.

A medida foi tomada em virtude do aumento dos casos de coronavírus registrados nas últimas semanas na Cidade e tem como objetivo tornar ainda mais rápido o atendimento a estes pacientes.

Abaixo, tudo o que você precisa saber sobre a doença, a quem recorrer no caso de ajuda médica e as precauções que devem ser tomadas.

 

Quais são os sintomas da covid-19?

Tosse, febre, coriza, dor de garganta, dificuldade para respirar, perda de olfato, alteração de paladar, náuseas, vômitos, diarreia, cansaço, diminuição do apetite e falta de ar. O quadro clínico pode variar de leve, mais parecido com um resfriado, até mais grave, com uma pneumonia severa, acometimento dos pulmões e necessidade de internação hospitalar em unidade de terapia intensiva (UTI).

Quando devo procurar ajuda?

Em virtude da pandemia de covid-19, a recomendação é buscar ajuda médica tão logo os sintomas apareçam, para iniciar o tratamento o mais cedo possível.

 

Onde posso me consultar na rede municipal de saúde?

Em Santos, a assistência aos casos de covid-19 é realizada 24 horas nas três unidades de pronto atendimento (UPAs) e no Centro de Testagem.

 

UPA Central

Rua Joaquim Távora, 260, Vila Mathias

 

UPA Zona Noroeste

Av. Jovino de Melo, 927, Areia Branca

UPA Zona Leste

Praça Visconde de Ouro Preto s/n°, Estuário

Centro de Testagem da Covid-19

Av. Afonso Pena, 386, Macuco

 

COMO FUNCIONA

Os pacientes passarão pela checagem da temperatura a distância na entrada dos centros de triagem, que contarão com equipes específicas, entre médicos e profissionais de enfermagem. Aqueles com sintomas da doença (febre, alterações respiratórias, perda de olfato e paladar e outros), entre o 3º e o 7º dias do início dos sintomas, poderão realizar a coleta para o teste RT-PCR.

Qual o tratamento da pessoa que apresenta sintoma?

O médico avalia os sintomas e também a capacidade pulmonar do paciente para poder definir o tratamento mais adequado ao quadro clínico apresentado.

Em casos mais leves, é indicado tratamento com remédios, que o paciente deve seguir em casa, em isolamento domiciliar. Havendo falta de ar e comprometimento pulmonar, o paciente permanece na unidade de pronto atendimento, na sala de observação ou de emergência a depender do caso, e aguarda vaga hospitalar, que pode ser em leito de clínica médica (enfermaria) ou de UTI. Todos os exames laboratoriais e de imagem que eventualmente sejam necessários para complementar o diagnóstico são feitos.

 

Que tipo de exame para detecção da covid-19 está disponível na rede municipal de saúde?

O exame é o RT-PCR, considerado padrão ouro pela alta confiabilidade. A coleta da amostra deve ser realizada entre o 3º e o 7º dias de sintomas. O exame que detecta a presença do novo coronavírus é feito a partir da amostra de secreções das mucosas nasal e oral, coletada por meio de uma haste de plástico chamada swab. Essa amostra é colocada em um frasco estéril específico, preenchido com soro fisiológico para preservar o material coletado antes de seguir para o laboratório.

 

Em quanto tempo o resultado do exame fica pronto?

Atualmente, as amostras coletadas em Santos são encaminhadas para o Instituto Adolfo Lutz, laboratório estadual de referência. Os resultados levam de 7 a 10 dias úteis para ficarem prontos.

 

Santos possui leitos hospitalares suficientes na rede pública?

Sim, desde o início da pandemia, nenhuma pessoa que precisou de internação ficou sem leito hospitalar para tratar a covid-19, seja de clínica médica ou UTI. Diariamente, são compilados dados detalhados sobre a situação da pandemia na Cidade, que podem ser acompanhados pelos munícipes em www.santos.sp.gov.br/saude/coronavirus.

Ao todo, o Município chegou a abrir 449 leitos hospitalares, sendo 149 de UTI. O município já fez novos pleitos aos governos estadual e federal para a manutenção dos leitos, que atualmente estão abertos, até março de 2021. Para o governo federal, também foi solicitada a habilitação da UPA Central para servir como hospital de campanha com 66 leitos, sendo 10 de UTI.

 

Qual a recomendação para as pessoas que moram junto a alguém que está com suspeita da doença, cumprindo isolamento domiciliar?

A pessoa com covid-19 deve manter-se isolada dentro de casa, de preferência em repouso, em local que não seja compartilhado com outras pessoas (ter cadeira exclusiva, não compartilhar sofá, ficar sozinho na cama).

Os objetos devem ser destacados apenas para o seu uso, como toalhas, garfos, facas, colheres e copos.

Todo o lixo produzido pela pessoa doente deve ser separado e descartado. Caso o banheiro seja compartilhado com outras pessoas da casa, deve-se limpar vaso, pia e demais superfícieis com álcool ou água sanitária. O isolamento domiciliar deve ser realizado durante 14 dias após o aparecimento de sintomas.

 

Haverá novas ações com testes rápidos?

Não há, neste momento, previsão de testagem para toda a população com testes rápidos.