X
Santos

Caminhões estacionados em locais proibidos são recolhidos na Alemoa

Agentes da CET aplicaram três multas e orientaram condutores de outros seis veículos quanto à necessidade de remoção para lugar apropriado

Agentes da CET aplicaram três multas e orientaram condutores de outros seis veículos quanto à necessidade de remoção para lugar apropriado / ROGERIO BOMFIM/prefeitura de santos

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) recolheu caminhões que estavam estacionados em locais proibidos, no bairro da Alemoa, na última terça-feira (17). Agentes da CET aplicaram três multas e orientaram condutores de outros seis veículos quanto à necessidade de remoção para lugar apropriado.

A ação integrou uma força-tarefa realizada juntamente com a Guarda Municipal, para solucionar problemas apontados à Ouvidoria, Transparência e Controle (OTC) em audiência do projeto Viva o Bairro.

Alvo de queixas por conta do mau odor que incomodava moradores e pessoas que transitavam pela Avenida Nossa Senhora de Fátima, uma empresa que funciona na Rua Ana Santos e armazena resíduos de soja foi alvo de fiscalização do Departamento de Fiscalização Empresarial e Atividades Viárias (Defemp). Na propriedade, foi informado que o imóvel será entregue em oito dias, dando fim à atividade.

Em relação às calçadas danificadas, a Subprefeitura da Zona Noroeste fez um mapeamento a ser entregue à Secretaria de Infraestrutura e Edificações (Siedi), que vai notificar proprietários dos respectivos terrenos para que realizem o conserto.

Solicitação de moradores da Alemoa, a instalação de abrigos em dois pontos de ônibus na avenida marginal da Rodovia Anchieta é estudada pela  CET e da Subprefeitura.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Ceni sofre 1ª derrota com São Paulo em Bragança e time perde embalo no Brasileiro

O Tricolor sentiu o peso dos desfalques de seus dois principais atacantes neste domingo

SAÚDE

Bertioga: Prefeitura distribui absorventes para jovens e adultas em vulnerabilidade social

A distribuição começará a ser feita inicialmente nos Centros de Referência em Assistência Social (CRAS)

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software