X
Santos

Bueiros desnivelados viram armadilhas para motoristas nas ruas de Santos

Manutenção das tampas é de responsabilidade das concessionárias; Prefeitura afirma que realiza fiscalização.

Além de prejuízos aos veículos, as tampas niveladas abaixo do asfalto aumentam o risco de acidentes. / Nair Bueno/DL

Bueiros desnivelados nas ruas de Santos estão causando transtorno aos motoristas. Além de prejuízos aos veículos, as tampas niveladas abaixo do asfalto aumentam o risco de acidentes.

A reportagem do Diário do Litoral encontrou vários desníveis, que formam buracos nas vias, em diferentes bairros da cidade. Nem mesmo a avenida da praia está livre do problema.

O motoboy Rafael Leite já caiu em um deles, na Avenida Bartolomeu de Gusmão, próximo ao canal 3. A queda trouxe ainda prejuízo financeiro. "Tive que trocar a caixaria da moto e foi R$ 130, além de ser perigoso, isso gera custos", diz.

Por conta da profissão, Leite percorrer todos os bairros de Santos e conta que todo dia encontra um buraco formado por esse desnível de bueiro em um local diferente. "Mesmo que não quebre na hora, isso vai gerando um prejuízo a longo prazo nos veículos", comenta.

Em dias de chuva intensa, quando muitas vias alagam, a situação se agrava, já que os motoristas não conseguem enxergar esses desníveis. "Quem é responsável por isso não deve andar de moto, nem de carro, porque assim não vai ter prejuízo financeiro, nem risco de queda", desabafa Leite.

RESPONSÁVEIS

Questionada sobre a responsabilidade pela manutenção desses bueiros, a Sabesp informou que apenas as tubulações de água e esgoto são de sua competência. "Se confirmado ser da Sabesp, o envolvido em acidente pode procurar a agência de atendimento presencial disponível na cidade, onde será devidamente orientado para o ressarcimento".

A Prefeitura informou que existem diversas tampas e poços de visitas ao longo das vias. A manutenção e conservação ficam a cargo de cada concessionária. Já a fiscalização é sempre da Prefeitura. No caso das tampas das galerias de drenagem, a responsabilidade é da Administração Municipal.

Por meio de nota, a Prefeitura disse ainda que "em caso de acidentes, o munícipe pode informar o ocorrido através dos nossos canais de comunicação, para que sejam tomadas as devidas providências, ou procurar os meios legais para apurar os referidos danos".

AÇÃO

Em pesquisa pelo site Jusbrasil, é possível localizar ações de indenização por danos morais protocoladas em cidades de todo o país em razão do mesmo problema.

Em um dos processos consta o acidente de um motociclista que, ao cair, perdeu um dedo da mão direita.

Em outro caso no município de São Paulo, uma idosa fraturou ossos da face e do crânio após tropeçar em um desnível. Ambas ações foram movidas contra a prefeitura. 

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

EMPREGOS

PAT de Praia Grande está com novas oportunidades

Necessário ter experiência, mais de 18 anos e cadastro na unidade

Procon pede explicações da Zara após caso 'Zara zerou' com clientes negros

O Procon vai solicitar informações sobre a política de treinamento que a Zara aplica aos funcionários e sobre as medidas de conscientização

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software