Bovinos: Embarque no Porto vai gerar manifesto

Pelo menos três entidades de proteção animal estão preparando ações judiciais com o intuito de barrar o segundo embarque e os próximos programados ainda para este ano

Comentar
Compartilhar
11 JAN 2018Por Carlos Ratton11h40
Pelo menos três entidades de proteção animal estão preparando ações judiciais com o intuito de barrar o segundo embarque e os próximos programados ainda para este anoPelo menos três entidades de proteção animal estão preparando ações judiciais com o intuito de barrar o segundo embarque e os próximos programados ainda para este anoFoto: Reprodução/Facebook

O novo embarque de bovinos destinados à exportação no Porto de Santos, marcado para o próximo dia 20, vai ser objeto de uma grande manifestação com a presença de vários grupos de defesa dos animais, cidadãos de Santos e outras cidades do Estado.

Pelo menos três entidades de proteção animal estão preparando ações judiciais com o intuito de barrar o segundo embarque e os próximos programados ainda para este ano.

Um dos organizadores, o ativista ambiental Leandro Ferro, informa que o segundo embarque se destina à Turquia.

“O intuito desse ato é chamar a atenção da sociedade civil e do poder público quanto a possíveis práticas irregulares dessa operação e condições a que os animais são submetidos até mesmo antes da viagem marítima”, revela.

Ele conta que, no primeiro embarque, foram flagrados animais sendo manuseados com picadas elétricas e barras pontiagudas, além de muitos estarem cobertos por fezes e aparentemente debilitados ou fraturados, situações comprovadas por vídeo feito por uma das entidades contrárias ao transporte e aos maus tratos.  

Os animais – aproximadamente 20 mil – são originários de várias localidades do Brasil, transportados em caminhões por trajetos que passam de 500 quilômetros até chegarem ao navio, apelidado de “Grande Fazenda”. “Após o embarque, os bovinos passarão semanas em alto mar rumo ao seu destino final em condições precárias”, completa.  

Ações judiciais

Legislação ambiental, sanitária e, principalmente, as que versam sobre os maus tratos animais, serão usadas pelos ativistas na tentativa de convencer o judiciário sobre a inviabilidade da operação.
“Os grupos de defesa animal, organizadores da manifestação, reiteram que trata-se de ato pacífico e convidam a todos que se preocupam com o bem estar dos animais a comparecerem ao protesto, tendo como ponto de encontro a Praça dos Andradas, no Centro de Santos”, finaliza Ferro.

Outras informações, acesse evento no Facebook: “Grande manifestação contra o embarque de bovinos no Porto de Santos”, no link.

SERVIÇO

Data: 20 de janeiro
Horário: 14h
Ponto de Encontro: Praça dos Andradas, Centro de Santos