Após 329 testagens de Covid-19 e 140 resultados positivos, Câmara suspende sessão

Trabalhos são suspensos na Casa de Leis por pelo menos sete dias

Comentar
Compartilhar
04 AGO 2020Por LG Rodrigues18h07
Sessões presenciais não serão retomadas durante esta semana na Câmara de SantosFoto: NAIR BUENO / DIÁRIO DO LITORAL

No mesmo dia em que as sessões ordinárias da Câmara dos Vereadores de Santos estavam marcadas para retomar o formato presencial, funcionários da Casa de Leis realizaram testagens para detectar se estavam infectados com o novo coronavírus. De 329 testagens de Covid-19, 140 resultados foram positivos. Inicialmente, a instituição decidiu retornar ao formato anterior, no qual as sessões são realizadas de forma remota e afirma que o motivo seria a falta de um aval da Vigilância Sanitária. Apesar disso, a sessão ordinária que deveria ser realizada nesta terça-feira (4) foi suspensa momentos após ser iniciada.

As testagens dos funcionários da Câmara de Santos se iniciou por volta das 9h. De acordo com pelo menos cinco servidores que atuam na Casa de Leis e que foram ouvidos pelo Diário do Litoral, a porcentagem de resultados positivos entre as pessoas que trabalham no imóvel, localizado na Praça Tenente Mauro Batista de Miranda, no bairro Vila Nova, em Santos, foi alta já assim que os primeiros resultados começaram a ser emitidos.

“Está se falando aqui que pelo menos metade das pessoas que trabalham na Câmara estão com o novo coronavírus”, afirma uma servidora que prefere não se identificar.

Inicialmente, a Reportagem havia apurado, durante o meio da tarde desta terça-feira, que a sessão presencial, anunciada em julho pelo presidente da Câmara, o vereador Rui de Rosis (PSL), havia sido suspensa, mas o motivo, de acordo com a Casa de Leis, seria a dependência de uma permissão que deveria ser emitida pela Vigilância Sanitária de Santos. Com isso, os vereadores retomariam a sessão de forma remota, como vem ocorrendo nos últimos três meses.

O cenário, entretanto, mudou no começo da noite, quando o Diário do Litoral foi informado que os resultados de testagens para o novo coronavírus, entre os funcionários do local, começaram a demonstrar resultados positivos em um número alto. Uma das pessoas que confirmou que o exame deu o resultado positivo foi o vereador Benedito Furtado (PSB).

“O vereador Benedito Furtado fez o exame, hoje (4) pela manhã, na Câmara, e deu positivo. Neste momento, ele está adotando todas as medidas necessárias para se certificar do resultado, tendo em vista a alta incidência de falso positivo do exame. Ele está assintomático e agora está se dirigindo a um laboratório certificado para fazer os exames sorológicos, mas, neste período, cumprirá as exigências dos médicos e continuará em quarentena absoluta”, afirmou a assessoria de imprensa do parlamentar.

Furtado foi um dos parlamentares que se demonstrou totalmente contra a retomada das atividades de maneira presencial durante a sessão ordinária da última quinta-feira (30). Além dele, Sadao Nakai (PSDB), também testou positivo.

“O vereador Sadao Nakai testou positivo para Covid-19 no teste rápido realizado nesta terça-feira na Câmara de Santos. Ele não tem sintomas e foi orientado a cumprir isolamento em casa”, afirmou a equipe de comunicação do peessedebista.

Já o vereador Geonísio Aguiar (PL), afirmou que seu exame deu negativo, porém os assessores do parlamentar receberam resultado positivo para a covid-19. Sergio Santana (PL) também está doente.

A Reportagem também entrou em contato com a assessoria de imprensa da Câmara para receber um posicionamento em caráter oficial sobre a informação dos infectados com o novo coronavírus na Casa de Leis. Apesar disso, as respostas foram dadas pelo próprio presidente Rui de Rosis assim que a sessão foi iniciada. O presidente da Câmara informou sobre o resultado de 42,5% de pessoas infectadas dentro da Câmara e suspendeu os trabalhos na Casa de Leis por pelo menos sete dias. Os exames foram promovidos pela Secretaria de Saúde de Santos e todas as pessoas doentes ficarão em casa para cumprir o isolamento social.