Antigo farol do Canal 6 vai ganhar coluna de água iluminada

O projeto prevê iluminação do jato por oito projetores subaquáticos de LED

Comentar
Compartilhar
22 NOV 2017Por Da Reportagem12h28
Coluna de água com até 40 metros de altura, com feixe luminoso, funcionará nas ruínas do farolFoto: Carol Fariah/Prefeitura de Santos

A orla vai ganhar uma nova atração: uma coluna de água com até 40m de altura, semelhante a um gêiser, que funcionará nas ruínas do antigo farol de sinalização no mar, altura do Canal 6. O projeto, que prevê iluminação do jato por oito projetores subaquáticos de LED, foi uma das 11 propostas aprovadas por unanimidade durante a reunião do Conselho Municipal de Turismo (Comtur), na última semana.

A documentação, com os respectivos projetos elaborados pela Prefeitura, segue agora para avaliação técnica do Conselho de Orientação e Controle do Dadetur (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos), do Governo do Estado, para a deliberação final. Para o próximo exercício, o setor deve liberar por volta de R$ 30 milhões, montante semelhante ao destinado este ano.

De acordo com a concepção da Secretaria de Turismo, o gêiser será equipado com um sistema de direcionamento do feixe luminoso. Ele será acionado automaticamente por meio de um relógio digital para até quatro programações de cor, que sincronizará a iluminação com o percurso solar diário.

Construído no início dos anos 1960, o antigo farol integrava um conjunto de sinalizadores em terra e mar, que orientava os práticos na correta posição de acesso das embarcações no canal do Estuário. Ele estava a cerca de 400 metros da torre ainda existente na Praia da Aparecida, junto ao Canal 6.

Com a modernização do sistema, a construção de concreto armado perdeu função e começou a ser demolida no final de 2009 pela Capitania dos Portos – mas a mobilização popular impediu a retirada total da peça.

Café no Paço

O 5º andar do prédio da Prefeitura deverá dispor de um espaço para convivência, contemplação, apresentações para cerca de 50 pessoas e até um café aberto ao público.

Ainda no Paço, está previsto o restauro da Sala Princesa Isabel, que abrigou a plenária da Câmara Municipal desde a inauguração do prédio, em 1939, até 2010.

Também estão previstas reforma no Teatro Coliseu, revitalização das escadarias do Monte Serrat, repavimentação de vias da Encruzilhada e de área em torno da Praça Rebouças (Ponta da Praia), obras no Parque do Emissário e na Lagoa da Saudade.