X

PRAIA GRANDE

Vídeo mostra suspeito de matar jovem com rojão durante ano novo em Praia Grande

Minutos antes da virada do ano, o homem investigado pela polícia atravessou o calçadão carregando uma caixa

FOLHAPRESS

Publicado em 09/01/2023 às 16:34

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Elisangela Tinem Gonçalves, 38, que morreu após ser atingida por um rojão durante Réveillon em Praia Grande (SP), na madrugada de 1º de janeiro de 2023 / Reprodução/@elisangelatinem no Instagram

A Polícia tenta identificar e localizar um homem que aparece em novas imagens de câmeras de monitoramento, apontado como suspeito de acender o rojão que atingiu e matou uma mulher durante o réveillon de Praia Grande (SP). O homem já tinha sido gravado a distância nos vídeos que mostraram a explosão dos fogos de artifício que se prenderam na roupa de Elisângela Tinem, 38, declarada morta ainda no local.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Segundo o delegado Alex Mendonça do Nascimento, vídeos feitos por câmeras de segurança ajudaram a Polícia Civil a remontar o caminho feito pelo suspeito antes da ocorrência.

"Através das imagens de monitoramento nós conseguimos chegar em uma pessoa que trajava uma camiseta branca e uma bermuda vermelha", declarou o delegado em entrevista ao "Fantástico", que obteve imagens do suspeito acendendo um rojão e saindo correndo, em um vídeo gravado em horário compatível com a morte da mulher.

Minutos antes da virada do ano, o homem investigado pela polícia atravessou o calçadão carregando uma caixa que, segundo as informações iniciais, guardaria os fogos de artifício.

"Ele passa com uma caixa, volta (para a área residencial em frente à praia) e retorna com uma criança, às 23h27. A polícia trabalha com um homicídio culposo, pela imprudência na instalação dessa caixa de artifício no meio de uma quantidade enorme de pessoas, mas nada impede que ele possa responder por homicídio doloso, por assumir o risco de produzir o resultado", concluiu Mendonça.

Apesar das novas pistas sobre o suspeito, a autoridade não deu mais informações sobre sua identidade, localização ou prisão.

RELEMBRE O CASO

Elisângela Tinem se feriu com fogos de artifício no Réveillon em Praia Grande, no litoral paulista.Ela estava na faixa de areia acompanhada de amigos e familiares quando foi atingida na altura do peito.Um primo da vítima disse à polícia que o artefato ficou preso na roupa dela e explodiu antes que eles conseguissem retirá-lo. Segundo ele, o rojão foi arremessado por desconhecidos, que fugiram.

Acionado, o Samu constatou o óbito no local, no bairro Nova Mirim.Em vez de ir para cima, o rojão mudou a trajetória e seguiu lateralmente em direção à areia, atingindo a mulher. Imagens gravadas por uma das testemunhas, obtidas pela reportagem, mostram o caminho feito pelo artefato, lançado na faixa de areia, a poucos metros de onde estava a vítima.

O lastro de faíscas do rojão afastou parte do grupo que a acompanhava. Apenas um homem, primo da vítima, permaneceu próximo a ela, protegendo a própria cabeça com as mãos. Cerca de dois segundos depois, o artefato explodiu, ainda preso à mulher. O homem acabou ferido com queimaduras nas mãos.

Segundo a SSP-SP (Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo), policiais militares foram acionados para atender a ocorrência. O local passou por perícia.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cotidiano

Confira o resultado da Lotomania no concurso 2622, nesta sexta (17)

O prêmio é de R$ 1.800.000,00

Cotidiano

Confira o resultado da Dupla Sena no concurso 2664, nesta sexta (17)

O prêmio é de R$ 4.200.000,00

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter