Pré-candidato à Prefeitura de Praia Grande prepara convenção de candidatura

Evento será realizado no próximo dia 10 de setembro na Câmara Municipal da cidade e terá participação dos deputados Wellington Moura e Rosana Valle

Comentar
Compartilhar
04 SET 2020Por Da Reportagem19h05
Os 182 pré-candidatos da coligação, a vereadores da cidade, também serão apresentados durante a convençãoFoto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

A convenção para lançar, em caráter oficial, o ex-vereador e ex-vice prefeito de Praia Grande Alexandre Cunha a candidato, pelo Republicanos, à Prefeitura e Arnaldo Amaral, como vice-prefeito, foi confirmada para o dia 10 de setembro, das 19h às 22h, na Câmara Municipal de Praia Grande. O político faz parte de uma coligação com os partidos Rede, Avante, PSD, Pros, PP, PDT e PSB.

Os 182 pré-candidatos da coligação, a vereadores da cidade, também serão apresentados durante a convenção que tem entre os convidados nomes importantes da política santista como o deputado estadual Wellington Moura e a deputada federal Rosana Vale, que já confirmaram presença. Márcio França e Caio França são apoiadores da campanha, além do deputado federal por São Paulo Marcos Pereira, primeiro vice-presidente da Câmara Federal.

“Estou na política porque acredito que ela é um instrumento de transformação da sociedade. E essa é uma oportunidade de intensificar ações para geração de emprego, melhor gestão da saúde e educação na Praia Grande”, afirma Cunha.

Empresário, ex-vereador e vice-prefeito, Cunha participou das políticas que transformaram a Praia Grande nas últimas décadas. Com 52 anos, sua família vive em Praia Grande desde que cidade ainda era parte de São Vicente. Formado em Educação Física, Direito e Gerenciamento de Cidades, foi eleito aos 23 anos vereador, reeleito e ocupou a presidência da Câmara. Por oito anos foi vice-prefeito de Praia Grande com Alberto Mourão e participou diretamente da implantação dos projetos que transformaram a cidade.

Se eleito, Alexandre Cunha diz que espera ter as melhores relações com os governos estadual e federal e manifesta o interesse de lutar por uma solução metropolitana para os principais problemas da Baixada Santista.