Praia Grande usa sistema de monitoramento para localizar e dispersar aglomerações

No Cicoe é possível verificar locais com concentração de pessoas e acionar a fiscalização

Comentar
Compartilhar
27 MAR 2020Por Da Reportagem18h30
Atualmente, Praia Grande conta com cerca de 2.600 câmeras espalhadas pelo municípioFoto: Divulgação / Prefeitura Municipal de Praia Grande

Rotineiramente utilizado na área de Segurança Pública, o sistema de monitoramento por câmeras da Prefeitura de Praia Grande está sendo um forte aliado também na Saúde, auxiliando as equipes de fiscalização no trabalho de combate e prevenção ao coronavírus.

Desde que o Decreto nº 6928 foi publicado, no dia 20 de março, 12 câmeras instaladas na orla em direção ao mar já vêm sendo utilizadas no monitoramento das praias, apoiando as equipes da Guarda Civil Municipal (GCM), Defesa Civil e das secretarias de Trânsito e Urbanismo no trabalho de orientação a eventuais banhistas que entrem na faixa de areia.

Porém, a tecnologia com a qual Praia Grande conta, por meio de cerca de 2.600 câmeras, não se limita às praias. Equipamentos instalados em diversos pontos, como centros comerciais, viadutos ruas e avenidas e prédios públicos estão sendo fundamentais no monitoramento de situações que poderiam interferir no trabalho de combate da disseminação do coronavírus. E o mais importante: sem prejudicar o trabalho de apoio aos patrulhamentos e rondas realizados diuturnamente na Cidade.

De acordo com o inspetor-chefe do Departamento de Planejamento e Tecnologia da Secretaria de Assuntos de Segurança Pública (Seasp), Marco Alves dos Santos, as câmeras têm sido extremamente importantes na identificação de eventuais aglomerações de pessoas. “Com os equipamentos, conseguimos identificar esse tipo de situação e acionar equipes tanto da GCM quanto da fiscalização da Secretaria de Urbanismo para o local e orientar as pessoas quanto aos riscos dessa atitude”.

Ele explica ainda que outro importante reforço está relacionado aos prédios públicos como as escolas que estão sem aulas e podem ser alvo de situações como vandalismo, invasões e furtos. “As escolas contam com câmeras e alarmes e realizamos uma ronda virtual para nos certificarmos de que as unidades estão em ordem. Isso otimiza o trabalho das equipes de rua”.

Tudo isso é feito de dentro do Centro Integrado de Comando e Operações Especiais (Cicoe) que funciona 24 horas por dia, integrando a GCM, a Polícia Militar e a Secretaria de Trânsito, monitorando toda a Cidade e prestando apoio às secretarias que estão direta ou indiretamente relacionadas às ações de prevenção à proliferação do coronavírus.