Prefeitura Santos
Prefeitura Santos Mobile

Praia Grande: Guarda Costeira apreende rede de pesca em local de preservação ambiental

Ação ocorreu durante patrulhamento de rotina do grupamento

Comentar
Compartilhar
05 MAI 2020Por Da Reportagem12h35
Equipe patrulhava em embarcação a baía entre a Praia do Comandante e a Pedra da Baleia quando notou a rede com das extremidades presa nas pedras da encostaFoto: Divulgação / Prefeitura Municipal de Praia Grande

A Guarda Costeira de Praia Grande, que integra a Guarda Civil Municipal (GCM), apreendeu uma rede de pesca presa nas pedras da encosta do Parque Estadual Xixová-Japuí, na área onde fica localizada a Fortaleza de Itaipu, no Canto do Forte. A apreensão aconteceu na tarde de quinta-feira (30) durante patrulhamento de rotina do grupamento.

De acordo com o inspetor Delfo Monsalvo, a equipe patrulhava em embarcação a baía entre a Praia do Comandante e a Pedra da Baleia quando notou a rede com das extremidades presa nas pedras da encosta e a outra solta nas águas, causando risco iminente de degradação ao ecossistema marinho da Unidade de Conservação. “Durante a retirada da rede, a equipe viu que uma tartaruga da espécie "Verde" estava presa na malha, com vida, e sem ferimentos aparentes. Rapidamente conseguiram soltá-la e devolvê-la ao habitat natural, pois estava em estado bravio”.

O grupamento integra a equipe de força-tarefa que tem percorrido a faixa de areia da praia orientando eventuais banhistas e pessoas que acessem a praia sobre a importância do distanciamento e isolamento social no combate à pandemia do novo Coronavírus (Covid-19). As ações contam ainda com fiscais da Secretaria de Urbanismo (Seurb), Defesa Civil e guardas-vidas do Grupamento de Bombeiros Marítimos (GBMar).

Atuação - A Guarda Costeira desenvolve importante trabalho no resgate e recuperação de animais marinhos encontrados nas praias da Cidade. Os dados são coletados e informados às autoridades ligadas à Secretaria de Meio Ambiente do Estado.

Praia Grande firmou convênio com a Marinha do Brasil no ano 2000, quando a Guarda Costeira passou a exercer oficialmente a função de fiscalizar a área marítima da Cidade, sendo a primeira da região a assumir a responsabilidade desse trabalho. O rigor na fiscalização de embarcações marítimas faz com que a cidade mantenha zerado o índice de acidentes.