Mourão posta vídeo de Valdemiro Santiago apoiando Raquel Chini e apaga após críticas

Após dezenas de comentários criticando a postagem do vídeo, o material foi rapidamente apagado da timeline

Comentar
Compartilhar
12 NOV 2020Por Da Reportagem20h41
Alguns internautas perceberam que o vídeo foi apagado e questionaram Mourão sobre o ocorridoFoto: Reprodução / Facebook

Um vídeo publicado pelo prefeito Alberto Mourão (PSDB) gerou críticas por parte dos internautas que assistiram o conteúdo. Nas imagens, o pastor Valdemiro Santiago aparece dando apoio a Raquel Chini (PSDB), candidata escolhida pelo atual chefe do Executivo de Praia Grande para sucedê-lo na corrida eleitoral pela Prefeitura. Após a repercussão negativa, o vídeo foi apagado das redes sociais.

O conteúdo foi postado na conta de Facebook de Alberto Mourão durante esta quinta-feira (12) junto a diversos outros vídeos de líderes religiosos de Praia Grande, em sua maioria, pastores e missionários, que enviaram mensagens de apoio a Raquel. Apesar disso, as postagens dedicadas a eles não foram alvo de comentários.

O vídeo em que o pastor Valdomiro Santiago aparece, entretanto, rapidamente viralizou e levou a uma enxurrada de críticas por dezenas de internautas que conseguiram comentar antes da postagem ter sido apagada por quem estava administrando as redes sociais do prefeito de Praia Grande.

"Poxa, Mourão... aí não! Estava inclinado a votar na Raquel, mas com apoio desse tipo de gente, de verdade... vamos transformar a PG em um Rio de Janeiro, onde a religião está sobre a laicidade? Pra mim foi um golpe... não votarei em Raquel! Lamentável!", escreveu um internauta.

Outras pessoas apontaram que o uso de apoio de líderes religosos faz parte de tomadas de ação de pessoas ligadas à 'velha política', enquanto alguns aconselharam o prefeito a apagar a postagem o mais rapidamente possível.

"Perdeu meu voto e o da minha família! Apaga isso se não não vai ganhar nem pra vereador. Apoio de hipócrita ninguém merece", escreveu outra pessoa.

Mesmo após a exclusão da postagem, entretanto, algumas pessoas perceberam o ocorrido e postaram mensagens na aba de comentários dos outros vídeos dos outros líderes religiosos para questionar o que foi que realmente motivou a exclusão.

"Por que apagou a publicação com o vídeo do waldomiro?", postou uma última internauta.

PASTOR.
O pastor Valdemiro Santiago atuou junto à 'Igreja Universal do Reino de Deus' durante anos antes de deixar o grupo e fundar a 'Igreja Mundial do Poder de Deus', que possui, atualmente, milhares de templos espalhados por todo Brasil. Recentemente, ele teve suas contas bancárias penhoradas pela Justiça de São Paulo devido a um débito de aluguel de um apartamento utilizado por um pastor da igreja e sua família em Pereira Barreto, no interior de São Paulo.

Em outra polêmica, já durante o começo da pandemia, Valdemiro chegou a gravar e postar vídeos na internet nos quais ele oferecia uma semente de feijão por até R$ 1 mil cada alegando que o alimento seria capaz de curar o paciente que tivesse contraído o novo coronavírus. Um juiz federal entrou com uma ação para que governo informasse a população se havia, de fato, algum tipo de eficácia no método oferecido pelo líder religioso e o Ministério Público afirmou que o feijão não era capaz de realizar nenhum tipo de cura e se tratava de propaganda enganosa.

 

Postagem atraiu críticas de dezenas de pessoas e foi excluída rapidamente das redes sociais