Homem desaparece em Praia Grande e irmã faz apelo: 'Nos ajudem a encontrá-lo, por favor'

O pedido é da diarista Vaneide Rosa da Silva (42). Se irmão, o ajudante de obra Luiz Carlos Rosa da Silva (34) sumiu desde o última dia 24.

Comentar
Compartilhar
30 JUN 2019Por Jeferson Marques12h49
Segundo a família, Luiz Carlos está um pouco mais barbudo do que aparece nesta foto.Foto: Arquivo Pessoal

"Estamos todos desesperados. Já procuramos em hospitais, bairros e até no IML. Mas não temos nenhuma pista de onde meu irmão possa estar". O apelo emocionado é o da diarista Vaneide Rosa da Silva, de 42 anos. O irmão dela, o ajudante de obras Luiz Carlos Rosa da Silva (34) desapareceu misteriosamente na última segunda-feira (24) no bairro Tude Bastos, em Praia Grande, onde residia. A Polícia Civil está investigando o caso.

Atendento a reportagem do Diário do Litoral, Vaneide disse que seu irmão não tem inimigos, é uma pessoa que se relaciona bem com todos e que talvez possa ter sofrido de algum surto. "Ele estava bem. Veio na minha casa um dia antes de sumir, conversou normalmente, brincou e foi embora. É uma pessoa que se dava bem com todo mundo, por isso acredito que ele possa ter sofrido algum surto, sabe?!", desabafa.

Luiz Carlos Rosa da Silva foi visto pela última vez no bairro Tude Bastos, onde residia. Segundo as testemunhas, ele não aparentava nenhum descontrole e estava conversando com todos normalmente. "O pessoal disse que ele estava normal, igual quando esteve lá em casa. Acredito no surto mas, sinceramente, o desespero é tanto que nem sei mais no que acreditar", explica Vaneide.

"Estranhamos que ele não estava respondendo mensagens ou atendendo aos nossos telefonemas e fomos até a casa dele. Chegando lá notamos que ele não estava, mas tinha deixado o celular e os documentos na residência", lembra a irmã de Luiz.

A família está compartilhando a foto de Luiz Carlos nas redes sociais, entre amigos e colegas do bairro, e pede a ajuda de todos para que ele seja encontrado. "Pedimos que as pessoas compartilhem a foto dele e conversem com parentes, amigos etc. Estamos angustiados, desesperados e sem conseguir comer ou dormir direito. Precisamos encontrar o meu irmão", reforça Vaneide.

A família informa, ainda, que Luiz Carlos tem uma tatuagem na perna direita, está com uma lesão no braço esquerdo e, em relação à foto apresentada aqui na reportagem, está um pouco mais barbudo.

"Nossos pais moram na Bahia e não sabemos como falar para eles. Já são pessoas com uma certa idade, alguns problemas de saúde e isso poderia piorar a situação deles", lamenta ela.

Colunas

Contraponto