Febre amarela: parceria entre Educação Ambiental e Saúde Pública resulta em vacinação em escola

Iniciativa vacinou 150 pessoas, além de incluir palestra para a comunidade

Comentar
Compartilhar
20 MAR 2018Por Da Reportagem11h59
Iniciativa vacinou 150 pessoas, além de incluir palestra para a comunidadeIniciativa vacinou 150 pessoas, além de incluir palestra para a comunidadeFoto: Divulgação

Uma iniciativa do Departamento de Educação Ambiental (DEA) da Secretaria de Educação (Seduc) em parceria com a Secretaria de Saúde Pública (Sesap) resultou na vacinação de 150 pessoas contra Febre Amarela na escola municipal Estina Campi Baptista (Bairro Canto do Forte). A ação envolveu palestra para alunos, pais e comunidade, ministrada pelos educadores ambientais do DEA, seguida da vacinação efetuada pelos profissionais da Sesap.

A palestra abordou as arboviroses (doenças transmitidas por insetos). “O controle do ovo e da larva continua sendo fundamental no combate ao mosquito transmissor, que é o Aedes Aegypti. Cada cidadão tem que fazer sua parte, limpar seu quintal e combater os criadouros do mosquito”, ressaltou, durante a explanação, a educadora ambiental Cristiane Evaristo.

Para a assistente técnica pedagógica (ATP) do DEA, Simony Renó, essa ação na escola é interessante para incentivar a comunidade a se vacinar. “Por meio dessa iniciativa, as pessoas podem tirar suas dúvidas e acabam se sentindo mais confiantes em relação à vacinação”, afirmou.

Daniel Sartori, pai da aluna Luiz, de 7 anos, tomou a vacina juntamente com sua filha. “Achei bacana terem essa preocupação de trazer a palestra e a vacinação aqui pra escola. Eu acabei não indo ao postinho durante a campanha, mas hoje aproveitei pra esclarecer minhas dúvidas e, finalmente, tomamos a vacina”.

Girlene Maria de Moura, mãe da aluna Maria Vitória, de 9 anos, e de Arthur, de 7 anos, disse que se sentiu bem mais segura em relação à vacina, depois de assistir a palestra. “Foi uma iniciativa excelente, pois o fato de podermos esclarecer as dúvidas através da palestra nos deixa mais seguros para tomar a vacina”.

A enfermeira e diretora do Departamento de Vigilância Epidemiológica da Sesap, Bruna Renó, ressaltou a importância de parcerias como a que foi realizada. “Esse tipo de parceria é superinteressante, pois fortalece a integração intersetorial que é fundamental para termos sucesso e êxito nas ações de prevenção de doenças e promoção da saúde”.