CNS lamenta morte de conselheiro aos 65 anos em Praia Grande

Gileno José dos Santos faleceu neste domingo (20), em Praia Grande, após complicações devido a um edema na região do pescoço

Comentar
Compartilhar
21 SET 2020Por Da Reportagem13h00
O conselheiro atuou em lutas históricas, contribuindo para a conquista de direitos para a população de aposentados, pensionistas e idososFoto: Reprodução / Facebook

O Conselho Nacional de Saúde (CNS) comunicou e também lamentou o falecimento do conselheiro nacional Gileno José dos Santos, representante do Sindicato Nacional dos Trabalhadores Aposentados, Pensionistas e Idosos (Sintapi/CUT). Gileno faleceu neste domingo (20), em Praia Grande, após complicações devido a um edema na região do pescoço. Ele tinha 65 anos, deixa a esposa Dinah Camargo, quatro filhos e seis netos.

O conselheiro atuou em lutas históricas, contribuindo para a conquista de direitos para a população de aposentados, pensionistas e idosos. Participou de reuniões em Brasília, e também em manifestações, conferências, reuniões e debates junto às Centrais Sindicais. No Sintapi, era secretário de Saúde & Meio Ambiente, onde atuou pelo fortalecimento da política pública de Seguridade Social, em defesa da Previdência Social pública, universal e de qualidade, contra as privatizações sempre junto à classe trabalhadora.

Nesse processo, sua contribuição para a efetivação dos diretos humanos a todos os brasileiros e brasileiras, atuando como conselheiro nacional de saúde, foi fundamental e continuará reverberando em práticas e desafios em defesa dos direitos da população trabalhadora e do SUS. O velório será nesta segunda (21), entre 13h e 15h, na Osan Funerária, que fica na Rua Maria do Carmo Ferro Gomes Ornelas, 82, Vila Antartica, em Praia Grande.