Vice prevê recuperação difícil para Chávez e dias "duros" para Venezuela

No sábado (8), Chávez anunciou que voltaria a Cuba para fazer uma nova cirurgia a fim de combater a reaparição do câncer na zona pélvica.

Comentar
Compartilhar
13 DEZ 201205h37

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, enfrentará um processo pós-operatório "complexo e difícil", anunciou hoje (12) seu vice-presidente, Nicolás Maduro, ao advertir a população para que se prepare para dias "duros".

"[Que] nosso povo esteja serenamente preparado para enfrentar estes dias duros, complexos e difíceis que teremos de viver", disse Maduro, visivelmente consternado, em cadeia nacional.

No sábado (8), Chávez anunciou que voltaria a Cuba para fazer uma nova cirurgia a fim de combater a reaparição do câncer na zona pélvica; ele indicou Maduro como sucessor do chavismo caso algo lhe aconteça. A cirurgia, feita ontem (11), foi qualificada de "bem-sucedida" pelo governo.

"A operação de ontem foi uma operação complexa, difícil e delicada, o que nos diz que o processo [de recuperação] vai ser complexo e duro", disse Maduro.

Reiterando o chamado à unidade de Chávez, Maduro usou o novo "mantra" do governo para tranquilizar a população. "Nós, aqui, em nome das forças políticas da revolução, em nome do mando político, podemos dizer que estamos mais unidos que nunca, espiritualmente, politicamente; estamos unidos na lealdade a Chávez e a nosso povo", declarou.

Ao seu lado estavam o presidente da Assembleia Nacional, Diosdado Cabello, e o ministro de Energia e Petróleo, Rafael Ramirez. Ambos acompanharam a cirurgia de Chávez em Havana e retornaram nesta madrugada a Caracas.

Pouco depois das declarações de Maduro, o ministro de Comunicação, Ernesto Villegas, publicou uma nota ainda mais pessimista. "Confiemos que, com o amor de milhões, o comandante se recuperará logo e virá tomar o comando antes de 10 de janeiro. Se não for assim, nosso povo deve estar preparado para entendê-lo", disse. "Irresponsável seria ocultar o delicado momento atual e dos dias que estão por vir", completou.