Vice-presidente da Venezuela diz que Chávez está "lutando" pela vida

O presidente não é visto em público desde antes da última cirurgia em Cuba, realizada em 11 de dezembro

Comentar
Compartilhar
28 FEV 201317h03

O vice-presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, declarou nesta quinta-feira que Hugo Chávez está lutando por sua vida enquanto continua a receber tratamento, mais de dois meses depois de sua última cirurgia contra um câncer.

Maduro disse na televisão que, que o presidente "está combatendo por sua saúde, por sua vida, e nós o estamos acompanhando". O vice-presidente já usou palavras semelhantes para descrever o estado de Chávez.

O presidente não é visto em público desde antes da última cirurgia em Cuba, realizada em 11 de dezembro. Ele retornou à Venezuela em 18 de fevereiro e recebe tratamento num hospital militar de Caracas. As informações são da Associated Press.

Chávez participa de reuniões com equipe econômica em hospital

Hugo Chávez participou de reuniões com sua equipe econômica na noite de sexta-feira (22), afirmou o vice-presidente venezuelano, Nicolás Maduro.

Segundo Maduro, o presidente continua a receber tratamento e ainda usa equipamentos que o auxiliam a respirar, o que forçou Chávez a comunicar com membros do seu gabinete de forma escrita. "Podemos dizer que Chávez está com um espírito extraordinário, com um sorriso brilhante, olhos vibrantes e com imenso poder interior", afirmou Maduro, rodeado por autoridades do governo, na saída do hospital. "Saímos dessa reunião cheios de sua energia e força para passá-las ao povo."

Maduro informou que a reunião demorou cerca de cinco horas e as autoridades discutiram medidas para impulsionar o investimento econômico e combater a especulação cambial, que está levando a uma rápida depreciação do bolívar no mercado negro. O governo recentemente desvalorizou sua moeda, uma decisão que foi tomada em meio a questionamentos sobre como controlar uma inflação de 22% e, ao mesmo tempo, satisfazer a crescente demanda por dólares, com os quais o governo paga por produtos importados.

Chávez retornou à Venezuela em 18 de fevereiro e recebe tratamento num hospital militar de Caracas (Foto: Divulgação)