TRE-SP barra mais 12 candidatos pela Lei da Ficha Limpa

Candidatos a deputado federal e estadual tiveram suas candidaturas barradas

Comentar
Compartilhar
28 AGO 201417h07

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP) impugnou mais 12 candidatos a deputado federal e estadual pela Lei da Ficha Limpa acolhendo pedido do procurador regional eleitoral em São Paulo, André de Carvalho Ramos.

Na sessão desta quarta-feira, 27, o TRE barrou as candidaturas por rejeição de contas quando estavam em exercício de cargos públicos os candidatos Antonio Amaral Junior (PT), Isac Franco dos Reis (PT), Alexandre Simões Pimentel (PT), Paulo Cesar Neme (PSC) e Sonia Francine Gaspar Marmo (Coligação PSDB-DEM-PPS).

Por terem sido condenados por crimes tipificados no Código Penal segundo o site do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), foram impugnados Marcelo Pires Vieira (PTB), Isaías Conceição (PEN), Antonio Aparecido Rodrigues da Silva (PEN), o primeiro por tráfico de drogas e outros dois pelo artigo 171 (estelionato).

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP) impugnou mais 12 candidatos a deputado federal e estadual pela Lei da Ficha Limpa (Foto: TSE)

Júlio César Polaco Zitelli (PEN) teve os direitos políticos suspensos ao ser condenado por crime previsto no artigo 244 do Código Penal ("Deixar, sem justa causa, de prover a subsistência do cônjuge, ou de filho menor de 18 anos ou inapto para o trabalho").

Carlos Antonio Ferreira dos Santos (PEN) foi condenado por crime contra administração pública e Ivana Camarinha (PV) por abuso de poder político e econômico. Condenado por improbidade administrativa pelo Tribunal de Justiça, com a suspensão dos direitos políticos por oito anos, Joseph Raffoul (PTB) teve a candidatura indeferida.