X

Política

Sou antagonista ao Lula e contra o candidato do PT, afirma Ciro

Ainda sobre o ex-presidente, o candidato do PDT criticou a execução da pena após condenação em segunda instância

Folhapress

Publicado em 26/07/2018 às 19:30

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Ciro Gomes criticou os supersalários de juízes e o auxílio-moradia que a categoria recebe / Divulgação/Fotos Públicas

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) "só tem chance de sair da cadeia se a gente assumir o poder e organizar a carga. Botar juiz para voltar para a caixinha dele, botar o Ministério Público para voltar para a caixinha dele e restaurar a autoridade do poder político", afirmou o presidenciável do PDT, Ciro Gomes, em entrevista a uma TV do Maranhão, no dia 16 de julho.

A jornalistas nesta quinta-feira (26), durante convenção estadual do PDT na Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo), disse que o que queria dizer com essa declaração é "simples": "A liberdade do Lula só será restaurada com a restauração do estado de direito democrático que perdemos na esteira de um golpe. Mas não é a liberdade do Lula, é a regularidade do império da Lei".

Ciro criticou a execução da pena após condenação em segunda instância, considerando a previsão de que um réu possa recorrer em quatro instâncias do judiciário.

Disse, também, que se considerava um prodígio por ter feito a imprensa requentar uma entrevista que concedeu há 12 dias a um "modesto repórter do Maranhão".

"O resto é intriga. Esses jornalões acham que vão me intrigar porque uma parte do baronato que eles frequentam é hostil ao Lula. E eu sou antagônico ao Lula também. Sou candidato contra o candidato do PT e tenho sido alvo do PT", afirmou, e logo encerrou a entrevista coletiva aos jornalistas.

Minutos antes, o presidenciável tinha criticado supersalários de juízes e o auxílio-moradia que a categoria recebe. Ele respondia a uma pergunta sobre mudanças que faria na Constituição, caso fosse eleito. Afirmou que pretende alterar o texto para mo prender uma reforma fiscal, "redesenhar o pacto federativo e recompor as instituições".

Ciro Gomes esteve na capital paulista para a convenção que anunciou o apoio de seu partido à reeleição do governador de São Paulo, Márcio França (PSB), cortejado para um apoio nacional a sua candidatura.

Desencontrou-se de França na Assembleia, mas comentou que esteve recentemente com o governador no Bandeirantes, onde almoçaram.

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cotidiano

Estabelecimentos comerciais recebem fiscalização do Procon/SP em Bertioga

A ação teve a participação do Órgão Municipal de Defesa do Consumidor.

Cotidiano

Fim de semana será de calor na Baixada com risco de temporais à tarde

Sensação térmica pode chegar aos 38º

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter