Sob 'blindagem' de más notícias, Cristina recupera-se da cirurgia no cérebro

Nesta semana, a presidente realizará uma tomografia para que os médicos verifiquem se a cirurgia teve resultados positivos

Comentar
Compartilhar
22 OUT 201312h07

A presidente Cristina Kirchner está recuperando-se da cirurgia à qual foi submetida no dia 8 de outubro nas membranas cerebrais para remover um hematoma. A presidente, que está de licença médica com "estrito" repouso por ordens da equipe do Hospital Fundação Favaloro, retomou, de forma gradual, suas caminhadas pelos jardins da residência presidencial de Olivos. Nesta semana, a presidente realizará uma tomografia para que os médicos verifiquem se a cirurgia teve resultados positivos.

Cristina estará em licença médica durante 30 dias, isto é, até - teoricamente - o dia 8 de novembro. Desta forma, não estará presente na reta final da decisiva campanha para as eleições deste domingo, dia 27 de outubro, data que coincide com o terceiro aniversário da morte do ex-presidente Néstor Kirchner.

Ao longo da licença, a presidente tampouco poderá realizar viagens aéreas. Cristina não recebe a visita de ministros. Somente um pequeno círculo de secretários tem acesso a ela, além de seus filhos, a mãe e a irmã.

Enquanto isso, segundo integrantes do governo, a presidente permanece sob uma blindagem de notícias para evitar eventuais desgostos. Desta forma, ela não foi informada do acidente de trens na estação de Once neste fim de semana nem sequer do escândalo protagonizado por um de seus deputados, Juan Cabandié, filho de desaparecidos da ditadura, por abuso de poder. A presidente tampouco saberia sobre as pesquisas que indicam que os candidatos do governo devem sofrer uma derrota generalizada nas eleições parlamentares deste domingo.

Cristina estará em licença médica durante 30 dias, isto é, até - teoricamente - o dia 8 de novembro (Foto: Reprodução)