Skaf reassume Fiesp e ainda não decidiu posição no 2º turno

O emedebista só deve começar a avaliar seu posicionamento no segundo turno a partir de terça-feira (9)

Comentar
Compartilhar
08 OUT 2018Por Folhapress22h40
Tanto Doria como França fizeram gestos públicos, em entrevistas, de que desejam o apoio de SkafTanto Doria como França fizeram gestos públicos, em entrevistas, de que desejam o apoio de SkafFoto: Agência PT

Terceiro colocado na disputa ao governo de São Paulo, Paulo Skaf (MDB) retornou à Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) nesta segunda-feira (8), agendando reuniões com a diretoria e se atualizando da entidade que preside.

O emedebista só deve começar a avaliar seu posicionamento no segundo turno, que será disputado por João Doria (PSDB) e Márcio França (PSB), a partir de terça-feira (9).

Tanto Doria como França fizeram gestos públicos, em entrevistas, de que desejam o apoio de Skaf. Márcio França, ainda no domingo (7), após o resultado, falou ao telefone com o adversário.

A ultrapassagem de França foi apertada, com uma diferença de 89.133 votos.

Na campanha de Skaf, a avaliação é de que a estrutura partidária em torno do governador fez diferença nos dias finais, com panfletagem estado afora. França se coligou com 14 partidos e tinha mais de 2.000 candidatos a deputados. Skaf entrou na disputa sem nenhum partido aliado.