X
Política

Secretários 'abandonam barco' e aliados recomendam que Guedes peça demissão

Em nota, o ministério disse ainda que também deixarão os cargos a secretária especial adjunta do Tesouro e Orçamento e o secretário-adjunto do Tesouro Nacional

Após a debandada, aliados do ministro teriam recomendado que ele também deixasse o governo Bolsonaro / Agência Brasil

O secretário especial do Tesouro e Orçamento, Bruno Funchal, e o secretário do Tesouro Nacional, Jeferson Bittencourt, pediram exoneração de seus cargos ao ministro da Economia, Paulo Guedes, nesta quinta-feira (21), informou a pasta. Após a debandada, aliados do ministro teriam recomendado que ele também deixasse o governo Bolsonaro.

Em nota divulgada no início da noite desta quinta, o ministério disse ainda que também deixarão os cargos a secretária especial adjunta do Tesouro e Orçamento, Gildenora Dantas, e o secretário-adjunto do Tesouro Nacional, Rafael Araujo.

A pasta atribui os pedidos de demissão a "razões de ordem pessoal". Segundo o órgão, as solicitações dos subordinados de Guedes foram feitas de modo a permitir que haja um processo de transição e de continuidade.

"A decisão de ambos é de ordem pessoal. Funchal e Bittencourt agradecem ao ministro pela oportunidade de terem contribuído para avanços institucionais importantes e para o processo de consolidação fiscal do país", diz o ministério.

Leia também:
Planalto adia anúncio de Auxílio Brasil fora do teto após pressão de Guedes e reação do mercado

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Leia a íntegra da nota do Ministério da Economia:

"Nota à imprensa
O secretário especial do Tesouro e Orçamento, Bruno Funchal, e o secretário do Tesouro Nacional, Jeferson Bittencourt, pediram exoneração de seus cargos ao ministro da Economia, Paulo Guedes, nesta quinta-feira (21/10).
A decisão de ambos é de ordem pessoal. Funchal e Bittencourt agradecem ao ministro pela oportunidade de terem contribuído para avanços institucionais importantes e para o processo de consolidação fiscal do país.
A secretária especial adjunta do Tesouro e Orçamento, Gildenora Dantas, e o secretário-adjunto do Tesouro Nacional, Rafael Araujo, também pediram exoneração de seus cargos, por razões pessoais.
Os pedidos foram feitos de modo a permitir que haja um processo de transição e de continuidade de todos os compromissos, tanto da Seto quanto da STN
".

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Mundo

Professor usa plataforma pornô para dar aulas de matemática

O taiwanês trabalhava há tempos no mercado de cursinhos, um ramo milionário em uma região marcada pela competitividade no ambiente educacional

Cotidiano

Semana terá clima maluco, por isso, leve guarda-chuva, protetor solar, casaco, para-raio e um bote

Clima indeciso marcará últimos dias de novembro

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software