Saída para economia brasileira é reativar exportações, diz ex-ministro

"O mercado interno está dormente, a massa salarial não vai reagir tão cedo", explicou Luiz Fernando Furlan

Comentar
Compartilhar
27 ABR 201514h16

O ex-ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Luiz Fernando Furlan afirmou nesta segunda-feira, 27, durante evento com empresários promovido pelo grupo Lide, na capital paulista, que "a saída para a economia brasileira é reativar com toda a força a exportação". "O mercado interno está dormente, a massa salarial não vai reagir tão cedo", explicou.

Apesar de ter sido ministro por quatro anos durante o primeiro mandato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Furlan afirmou que "não é filiado" a nenhum partido e disse que os empresários precisam parar de reclamar e de criticar o País no exterior. "Quero reafirmar a minha confiança no Brasil. As coisas podem dar certo se nós fizermos dar certo", afirmou. "Brasileiro que vai para o exterior criticar e não defender (o País e os produtos brasileiros) não é da minha turma", afirmou.

O ex-ministro disse ainda que é raro não ouvir reclamações em eventos com o empresariado, mas afirmou que sua experiência mostrou que o governo não tem "varinha de condão". Segundo ele, os empresários precisam aproveitar melhor as oportunidades. "Na minha percepção, chegamos a um patamar baixo na economia, no qual a possibilidade de piora é muito menor que a possibilidade de melhora", disse. "Essa é a hora do espírito empreendedor."