Romário rebate Ronaldo e volta a criticar gastos da Fifa com a Copa

O ‘Fenômeno’ falou sobre 'a falta patriotismo por parte de alguns que só criticam a realização da Copa', o que não demorou a atingir o ‘Baixinho’, que respondeu no Facebook

Comentar
Compartilhar
06 NOV 201321h34

Ídolos do futebol brasileiro nas últimas décadas, os atacantes Ronaldo e Romário voltaram a ‘trocar farpas’ nesta terça-feira. Membro do Comitê Organizador Local (COL), o ‘Fenômeno’ chegou a afirmar que falta patriotismo por parte de alguns que só criticam a realização da Copa do Mundo no Brasil em 2014, o que não demorou a atingir o ‘Baixinho’, que respondeu no início da noite, em sua página no Facebook.

“Parece que tem gente confundindo o significado de patriotismo. Só para esclarecer, de acordo com o dicionário Aurélio, patriotismo é uma qualidade de quem tem ‘amor à Pátria’. Esclarecido isso, vou relevar a ignorância”, afirmou Romário, que atualmente é deputado federal (PSB-RJ) e tanta acompanhar os gastos de Fifa e COL para a realização do Mundial no próximo ano.

O ‘Baixinho’ fez questão de deixar claro que não faz parte destas duas entidades e fez um rápido levantamento sobre o lucro da maior entidade do futebol mundial. “Não sou contra a Copa, sou contra os gastos excessivos que estão sendo realizados para este Mundial, enquanto a FIFA vai lucrar R$ 4 bilhões, livre de impostos, e entrará nos cofres do COL quase um R$ 1 bilhão”.

Criticado por Ronaldo, Romário não perder a oportunidade de cutucar o ‘Fenômeno’, convidado para fazer parte do Comitê Organizador Local. “Para finalizar, não recebo nenhum dinheiro da FIFA e muito menos alugo apartamento por 250 mil, por mês, para essa entidade cheia de corruptos. Não recebo nenhum real do COL, não sou convidado para participar de conselho de órgãos públicos para receber qualquer benefício agora ou futuramente”.

Ainda no final da nota de esclarecimento, o ‘Baixinho’ quis polemizar e encontrou um modo peculiar de atingir Ronaldo. “E só para finalizar, eu particularmente, adoro mulher! Mas aprendi a respeitar o gosto de cada um...”, escreveu Romário, lembrando o caso no qual o Fenômeno se envolveu com travestis.

Confira a nota de esclarecimento publicada por Romário:

"Galera, boa noite!

Hoje o dia foi cheio aqui na Câmara e não tive tempo de comentar mais cedo os assuntos do dia.

Primeiro, parece que tem gente confundindo o significado de patriotismo. Só para esclarecer, de acordo com o dicionário Aurélio, patriotismo é uma qualidade de quem tem “amor à Pátria”. Esclarecido isso, vou relevar a ignorância.

Lembro a vocês um artigo que escrevi em fevereiro para o jornal Folha de S. Paulo. Disse na ocasião que o Brasil estava perdendo uma excelente oportunidade de torna o Brasil um país melhor, com mais infraestrutura para nossa população. Não sou contra a Copa, sou contra os gastos excessivos que estão sendo realizados para este mundial, enquanto a FIFA vai lucrar R$ 4 bilhões, livre de impostos, e entrará nos cofres do COL quase um R$ 1 bilhão (EU NÃO FAÇO PARTE DE NENHUMA DESSAS DUAS ENTIDADES CORRUPTAS E SEM ESCRÚPULOS!).

A Copa já está R$ 5 bilhões mais cara, desde o primeiro orçamento da União. E sabe o que é pior, muitas obras de mobilidade urbana, que seriam um excelente legado para a população, foram retiradas do cronograma. Ou seja, não vão sair do papel. Acessibilidade, então, nem se fala, infelizmente!

Para finalizar, não recebo nenhum dinheiro da FIFA e muito menos alugo apartamento por 250 mil, por mês, para essa entidade cheia de corruptos. Não recebo nenhum real do COL, não sou convidado para participar de conselho de órgãos públicos para receber qualquer benefício agora ou futuramente. Não acho que Copa deva ser realizada apenas com estádios, 100% diferente disso. Independente de qual evento seja, temos sim que ter hospitais de qualidade, principalmente, porque essa é uma necessidade básica da nossa população, além disso, os turistas também precisarão de atendimento. E a educação, meus amigos, é obrigação de qualquer Governo. Não é nenhum favor. Diferente do que alguns pensam.

E só para finalizar, eu particularmente, adoro mulher! Mas aprendi a respeitar o gosto de cada um...

Valeu, galera. Tô aqui, se me chamar, é isso...".