X

Política

Reajuste do STF será analisado sem açodamento, diz Eunício

Nesta quarta-feira (8), o Supremo aprovou uma proposta orçamentária para 2019 que prevê reajuste de 16,38%, o que levará os salários dos ministros a R$ 39,3 mil

Folhapress

Publicado em 09/08/2018 às 17:00

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Eunício não deu prazo para a análise da proposta e afirmou que isso pode ser feito antes ou depois das eleições de outubro / Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

 Após o STF (Supremo Tribunal Federal) aprovar reajuste salarial para os ministros da Corte, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), disse nesta quinta-feira (9) que a Casa vai analisar a proposta sem pressa.

Nesta quarta-feira (8), o Supremo aprovou uma proposta orçamentária para 2019 que prevê reajuste de 16,38%, o que levará os salários dos ministros a R$ 39,3 mil. Para ser efetivado o aumento, o Senado precisa aprovar um projeto que tramita desde 2016.

"Vamos verificar, fazer um debate sobre isso sem açodamento", disse o presidente do Senado.

Eunício não deu prazo para a análise da proposta e afirmou que isso pode ser feito antes ou depois das eleições de outubro.

O senador defendeu que entre em debate o fim dos chamados "penduricalhos" dos servidores, benefícios, como o auxílio-moradia, que são pagos além dos salários.

"É preciso que a gente analise essa questão dos salários e que a gente tire inclusive outro tipo de penduricalho, como dizem na gíria", afirmou.

Eunício indicou, porém, que não entrará em confronto com o Judiciário e defendeu a harmonia entre os poderes.

"É preciso, neste momento, ter muita calma. Compreendemos o momento que vivemos do ponto de vista da economia, mas também temos que compreender que cada poder é autônomo e pode tomar suas decisões, desde que não ultrapasse o teto", afirmou.

O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), foi procurado pela reportagem, mas não se posicionou.

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Nacional

Piranhas atacam 11 pessoas no interior de São Paulo

Os ataques aconteceram em Pereira Barreto, no interior de São Paulo

Polícia

Jovem de Praia Grande morre esfaqueado em Ribeirão Preto

Segundo a polícia, principal suspeita é a namorada; a mulher morava com a vítima e não aceitou o fim do relacionamento

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter