“Pretendo por a TV Legislativa para funcionar”

O presidente da Câmara Municipal de Cubatão, João Santana de Moura Villar, o Tucla, é o mais irreverente dos legisladores da Baixada Santista

Comentar
Compartilhar
03 MAR 201301h22

Com senso de humor ímpar, Tucla fala ao DL Entrevista sobre seus planos políticos e gostos pessoais. Tucla está em seu segundo mandato legislativo e é pré-candidato a vereador, pelo PDT. O político também já foi filiado ao PFL e ao PTB. Com mais um ano de mandato à frente da Casa de Leis, Tucla adiantou que a TV Legislativa será implantada em 2008.

DL – Como é a relação do Executivo com o Legislativo hoje?
Tucla
– Com exceção da oposição, é cordial. Eu tenho tentado ser o mais independente possível, mas diante das dificuldades da Administração, quando dá para atender a gente atende.

DL – Você compõe a bancada governista ou a de oposição?
Tucla
– Como presidente da Câmara não sou nem situação, nem oposição. Tenho a prerrogativa de não votar, então só dirijo a Câmara.

DL - Quais seus projetos como presidente da Câmara?
Tucla
– No ano que vem pretendo por a TV Legislativa para funcionar mostrando o trabalho legislativo com transparência. O projeto da TV já está pronto, vamos decidir se compramos os equipamentos ou terceirizar o serviço para abrir a licitação. E pretendo pedir ao próximo presidente que faça um concurso público.

DL – Quanto a Câmara vai investir na TV Legislativa?
Tucla
– Pedi um orçamento entre R$ 500 e R$ 800 mil. A partir de fevereiro daremos início ao processo licitatório.

DL – O que gosta de fazer nas horas de folga?
Tucla
– Andar e nadar

DL – Para qual time que você torce?
Tucla
– Santos Futebol Clube.

DL – Qual seu livro preferido?
Tucla
– O Príncipe, de Maquiavel. Já li três vezes. É um livro bastante interessante para quem gosta de política.

DL – Música preferida?
Tucla – Sou eclético e muito festeiro e quem gosta de festa gosta de música. (risos)

DL – Você é o único legislador da Região que tem um visual diferente, com luzes no cabelo e brinco.
Tucla
– Sou bastante vaidoso. Eu tinha 19 anos quando pintei o cabelo pela primeira vez. Eu mudo o cabelo, o penteado, vou à manicure, ao podólogo e faço limpeza de pele. A gente tem que cuidar do corpo porque ele é um tabernáculo santo dado por Deus.